.

.

O ex-jogador Freddy Rincón, de 55 anos, morreu em Cali no final da noite desta quarta-feira (13) na Colômbia e início de madrugada desta quinta (14) no Brasil. Vítima de um acidente de carro na madrugada da última segunda (11), o ex-jogador estava internado desde a manhã do mesmo dia com um traumatismo craniano. Ele chegou a ser operado, mas não resistiu aos ferimentos.

“A Clínica Imbanaco, com prévia autorização e em companhia dos familiares, se permite informar à opinião pública que, apesar de todos os esforços realizados por nosso corpo médico e assistencial, o paciente Freddy Eusebio Rincón Valencia faleceu no dia de hoje 13 de abril de 2022. Lamentamos profundamente este sensível acontecimento, enquanto estendemos nossas mais profundas condolências à família, amigos, parentes e seguidores. Jamais haverá forma de expressar o que isto significa realmente para nós. Convidamos a todo o país a recordá-lo com alegria por tudo o que nos brindou em vida com suas conquistas desportivas”, diz o comunicado da clínica.

O acidente aconteceu no bairro San Fernando, em Cali. O carro em que Rincón estava avançou o sinal vermelho e se chocou com um ônibus. A informação foi confirmada pelo prefeito da cidade, Jorge Iván Ospina. Não se sabe se o ex-jogador era o condutor do automóvel. Outras duas mulheres estavam no veículo com o ídolo corintiano. Elas sofreram apenas ferimentos leves. Não está descartada a presença de uma quarta pessoa. O carro ficou bastante destruído no lado direito. Enquanto o motorista do coletivo teve uma fratura na perna e joelho esquerdos, passando por cirurgia e em estado estável.

Rincón foi um dos maiores jogadores da Colômbia e disputou as Copas do Mundo de 1990, 1994 e 1998 pela seleção. Meio-campista, ele começou a carreira no América de Cali e defendeu o Palmeiras em 1994. Depois, jogou no italiano Napoli e no espanhol Real Madrid, antes de retornar ao Verdão em 1996. No seguinte, ele atuou no rival Corinthians, onde teve uma passagem vitoriosa sendo bicampeão brasileiro e conquistando o Mundial de Clubes da Fifa em 2000. Além disso, ele também jogou no Santos e no Cruzeiro.