WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenaauto escola sao pedrojunior moveis e eletros clinica bem estar

ITORORÓ: ELEITOR - QUAL SERIA O MELHOR HORÁRIO PARA A SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES?

View Results

Carregando ... Carregando ...
novembro 2018
S T Q Q S S D
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
cesta morais

disk floema

adega 33

pizzaria garoto senna

leo gas

lava rapido pit stop

tecnet

guri polpas

leo divulgacoes

nova casa

academia pro corpo

acougue gomes

alianca cosmeticos variedades

farmacia dias

hn informatica

Arrocha Prime no dia 08 de dezembro – Parceria com o Natal sem Fome de Itororó

.

.

Itapetinga e Região: A NM Assistência 24h está atendendo em novo endereço

.

.

A NM ASSISTÊNCIA 24 HORAS MUDOU PARA UM ESPAÇO MAIS AMPLO E MAIS CONFORTÁVEL PARA MELHOR ATENDER OS CLIENTES E AMIGOS.

SITUADO À AV. ITABUNA, 806 PRÓXIMO AO POSTO MORUMBI

COM OS SERVIÇOS DE: GUINCHO, TÁXI E LOCAÇÃO DE VEÍCULOS

FONES: 77-3262-2573 / 99918-6001 / 98838-8935

NM ASSISTÊNCIA 24 HORAS – GUINCHO/TÁXI/LOCAÇÃO DE VEÍCULOS.

AGUARDAMOS A SUA VISITA!

‘É preciso uma intervenção rápida’, diz ACM Neto sobre saída de cubanos

.

.

Bahia é o 2º estado com mais médicos cubanos no Brasil 

Os estados de São Paulo e da Bahia têm o maior número de cubanos atuando pelo programa Mais Médicos no país. O governo de Cuba anunciou sua saída do programa nesta quarta-feira (14), citando posicionamentos do presidente eleito Jair Bolsonaro à presença dos cubanos no Brasil

Do total de médicos cubanos no Brasil pelo programa, São Paulo lidera com 16% dos profissionais – 1.394. A Bahia tem quase 10%, com 822 cubanos, e aparece em segundo lugar.

Ao comentar o assunto, o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse que “não é possível acabar com o programa de uma hora para outra”. “É preciso uma intervenção rápida. O governo tem o direito de mudar o programa, desde que tenha capacidade de suprir as demandas”, disse. 

Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado disse que, em cinco anos, o programa atendeu mais de 5,6 milhões de pessoas. São realizadas  cerca de 800 mil consultas por mês. Atualmente, o estado possui 1.522 médicos do programa, que estão alocados em 363 municípios. “Além de possibilitar o acesso ao atendimento, o Mais Médicos  oferece  atendimento de qualidade, mais humanizado à população”, diz o secretário  Fábio Vilas-Boas.

O convênio com o governo cubano é feito entre Brasil e a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). “Diante desta realidade lamentável, o Ministério da Saúde Pública (Minasp) de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e assim comunicou a diretora da Organização Panamericana da Saúde (OPS) e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa”, anunciou a entidade em um comunicado.

Cuba tomou a decisão de solicitar o retorno dos mais de 11 mil médicos cubanos que trabalham hoje no Brasil depois que Bolsonaro questionou a preparação dos especialistas e condicionou a permanência no programa “à revalidação do diploma”, além de ter imposto “como via única a contratação individual”. 

O programa Mais Médicos tem 18.240 vagas em 4.058 municípios, cobrindo 73% das cidades brasileiras. Quando são abertos chamamentos de médicos para o programa, a seleção segue uma ordem de preferência: médicos com registro no Brasil (formados em território nacional ou no exterior, com revalidação do diploma no País); médicos brasileiros formados no exterior; e médicos estrangeiros formados fora do Brasil. Após as primeiras chamadas, caso sobrem vagas, os médicos cubanos são convocados.

“Não é aceitável que se questione a dignidade, o profissionalismo e o altruísmo dos colaboradores cubanos que, com o apoio de suas famílias, presta serviços atualmente em 67 países”, declarou o governo. 

“As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis e violam as garantias acordadas desde o início do programa, que foram ratificados em 2016 com a renegociação da cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde do Brasil e de Cooperação entre a Organização Pan-Americana da Saúde e o Ministério da Saúde Pública de Cuba. Essas condições inadmissíveis impossibilitam a manutenção da presença de profissionais cubanos no Programa”, informou em nota o Ministério da Saúde.

De acordo com o governo cubano, em cinco anos de trabalho no programa brasileiro, cerca de 20 mil médicos atenderam a 113.539 milhões de pacientes em mais de 3,6 mil municípios. “Mais de 700 municípios tiveram um médico pela primeira vez na história”, disse o governo.

:: LEIA MAIS »

Cerca de 75% dos municípios baianos demitirão servidores

.

.

Com dificuldade para pagar os salários e manter os serviços essenciais, a prefeitura de Itabuna teve de demitir cerca de 550 funcionários na reta final deste ano. A medida foi a solução encontrada pela gestão do prefeito Fernando Gomes (sem partido) para um problema que afronta a Lei de Responsabilidade Fiscal: o município estava gastando acima do permitido na folha de pagamento mensal.

O caso da cidade no Sul da Bahia, contudo, não é isolado e afeta pelo menos 75% dos 417 municípios baianos, que devem demitir servidores – a maioria, comissionados – neste fim de ano para conseguir fechar as contas no azul. A estimativa foi dada pela União dos Municípios da Bahia (UPB), que afirmou que, além da demissão, as cidades baianas devem sofrer com redução de serviços essenciais e atrasar o pagamento do 13º salário.

Em Itabuna, a falta de repasse de verbas do governo federal e a redução na arrecadação dos municípios foram alguns dos motivos para que as despesas com pessoal extrapolassem. O limite é definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O máximo para gastos do município com pessoal é de 54% da receita corrente líquida.

No ano passado, 75% dos municípios também demitiram no final do ano. O vice-presidente da UPB, Antônio Carvalho da Silva Neto, prefeito da cidade de Araci, destacou que esse percentual deve aumentar, e as demissões devem ser em maior quantidade do que em 2017. Ele afirmou que a maioria dos municípios baianos – os menores – tem a prefeitura como maior empregadora, na ausência de grandes empresas.

O prefeito de Itapetinga teve de demitir mais de 300 pessoas neste fim de ano, entre pessoal da administração e de apoio. De acordo com ele, a medida foi necessária, porque serviços essenciais da cidade estavam sendo afetados. Professores e funcionários da área de saúde com nível superior foram mantidos pela gestão. A cidade estava com 10% acima do permitido na LRF, ou seja, estava destinando 64% da receita para pessoal. “O nosso 13º ainda não foi pago, mas estamos planejando para que ele seja distribuído na data limite”, contou Rodrigo Hagge.

Rejeitadas
Algumas das cidades já realizaram outras demissões ao longo de 2018, já temendo o cálculo das contas no fim do ano. Das 213 prefeituras baianas que tiveram suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), 16,1% tiveram como causa o limite com pessoal. O percentual, no entanto, pode aumentar, porque o TCM ainda está julgando pedidos de reconsideração das gestões.

:: LEIA MAIS »

Itapetinga: Homem é morto a tiros na noite de quinta

.

.

Um jovem trabalhador de uma loja de estofados foi morto a tiros na noite dessa quinta (15), no Bairro Vila Rosa, em Itapetinga.

Segundo informações, a vítima conhecido como RICHARDSON DE ARAÚJO DE SENA, 22 ANOS, se encontrava próximo a um Posto de Saúde no Bairro Vila Rosa, quando foi perseguido por dois elementos armados, que efetuaram diversos disparos contra o mesmo. Richard foi atingido e teve morte imediata. Itapetinga Agora.

Itapetinga: Jovem músico Douglas, 24 anos, comete suicídio

.

.

O jovem músico Douglas Ferreira Souza, 24 anos, foi encontrado morto enforcado em sua residência, na Rua São Bernardo, Bairro Primavera, em Itapetinga.

Douglas era muito querido por amigos e familiares, porém, há cerca de 04 anos vinha sofrendo de uma forte depressão o que pode ter ocasionado o seu suicídio. Itapetinga Agora.

Hoje, véspera de feriado, vai ter show ao vivo de Ronaldo Filho

.

.

Itororó: RC Publicidades entregará Prêmio “Destaques de 2018” nesta sexta

.

.

O radialista Rubinho Cordeiro, através da RC Publicidades promove dia 16 de novembro na Câmara de Vereadores de Itororó, às 19h o prêmio “Destaques 2018” de Itororó.

O evento premia os destaques profissionais, políticos, empresariais e comerciais do município no ano de 2018. Durante a entrega do prêmio ocorrerá um coffee break e uma palestra com o psicólogo Wildeberg Rodrigues.

Bolsonaro diz que deve manter ensino superior no Ministério da Educação

.

.

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou nesta terça-feira (13) que deve manter no Ministério da Educação a administração do ensino superior. A declaração foi dada antes de encontro com o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro João Batista Brito Pereira, em Brasília.

“A princípio vai ser mantido no Ministério da Educação”, respondeu Bolsonaro ao ser questionado sobre onde o ensino superior será alocado na sua gestão. Ele já havia falado em destinar a área ao Ministério da Ciência e Tecnologia, que será chefiado pelo astronauta Marcos Pontes. BN.

MPF denuncia esquema com desvio de mais de R$ 2 milhões no hospital de base de Itabuna

.

.

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou denúncia contra oito pessoas por participação em esquema criminoso envolvendo fraudes a licitações e o desvio de R$ 2,2 milhões no Hospital de Base de Itabuna (Hospital Luiz Eduardo Magalhães), administrado pela Fundação de Atenção à Saúde (Fasi). As irregularidades aconteceram entre os anos de 2007 e 2008. 

De acordo com o MPF, o diretor do hospital Raimundo Vieira da Silva, em diversas licitações “aumentava exorbitantemente a quantidade de materiais hospitalares a ser adquirida pelo Fasi/Hospital de Base, sem incremento na quantidade de pacientes, funcionários ou procedimentos médicos”. Em seguida, seu sobrinho, o denunciado Oberdan Silva Almeida, chefe do almoxarifado, atestava o recebimento de bens não entregues. 

As empresas que mais se beneficiaram das fraudes foram a Mercado Tropical, controlada e representada pelos denunciados Manoel Simões Marques e Andréa Pessoa de Souza; a Cobahia – Indústria Bahiana de Produtos Descartáveis Hospitalares Ltda., controlada e representada pela denunciada Bárbara Leal Gonçalves Benevides; e a Portal Comércio Varejista de Produtos Médicos Hospitalares e Limpeza, controlada e representada pelos denunciados Paulo César dos Passos de Almeida e Jorge Luiz Rocha do Nascimento. 

Ricardo Sérgio Balduíno da Silva Rosas, então coordenador médico do hospital, também foi denunciado pelo MPF, por ter participado de licitação simulada para venda de aparelho tomógrafo de propriedade de sua empresa. A empresa não foi habilitada na licitação por não apresentar os documentos exigidos. Mesmo assim, o contrato foi assinado para venda do aparelho, com valor acima do mercado.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia