WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


julho 2024
S T Q Q S S D
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
escola de jiu jitsu

andressa fashion hair

rilker rodrigues

clube de campo gameleira

pro corpo academia

genilson reis fotografia

softsky informatica

carne de sol gomes


:: ‘Educação’

Itororó: Criança de 11 anos tem rosto cortado por cerol de pipa e leva 2 pontos no rosto

.

Uma criança de 11 anos de idade foi atingida por cerol de pipa nesta segunda-feira, 28, próximo a sua residência, no Loteamento em Itororó.

Segundo relatos da mãe da criança, identificada pelas iniciais G. F. C, o pequeno seguia de casa para a escola de música do município e passava pelo Campo da Roda no Loteamento quando sentiu a linha de pipa com cerol passar em sua bochecha. 

Assustado, o garoto retornou para casa e pediu ajuda para a mãe, que tentou localizar a pessoa que estava soltando pipa com cerol, mas, não conseguiu. “Quando voltei para olhar quem era, a criança já tinha saído do local. Faltou muito pouco para que meu filho fosse atingido no pescoço ou no olho, e aí sim, seria algo bastante grave”, afirmou a mãe da criança.

Após o incidente a criança foi levada ao Hospital e Maternidade de Itororó onde foi atendido e levou 2 pontos no rosto.

Vale ressaltar que populares informaram ao Blog Itororó Já que no Campo da Roda é comum crianças, jovens e adultos soltarem pipa utilizando de cerol na linha. O cerol é utilizado para cortar a linha de outras pipas.

Informações do Blog Itororó Já 

Itororó: IBGE registra que população diminuiu 16%. Entenda o que pode acontecer

.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) divulgou nessa quarta – feira  (28), no Diário Oficial da União, que o município de Itororó tem uma nova estimativa populacional. De acordo com o órgão federal, a população da cidade de Itororó (BA) chegou a 16.617 pessoas no Censo. No Censo de 2010 a população da cidade era 19.914 pessoas, ou seja 16,56% a menos de residentes no município.

ENTENDA

Quanto menor a população, menor o coeficiente e, portanto, menor também o valor do repasse realizado pela União.

Por exemplo, cidades com população entre 13.585 e 16.980 habitantes possuem coeficiente 1,0. Já municípios com 37.357 a 44.148 habitantes tem coeficiente 1,8 – esses municípios recebem 80% a mais do que aqueles com coeficiente 1,0.

Quando uma cidade perde habitantes por fenômenos como migração e queda no número de nascimentos, ela pode mudar de faixa de coeficiente e, assim, passar a receber menos dinheiro da União.

Alguns municípios dependem muito dessas transferências da União para fazer frente às suas despesas em várias áreas, como na de saneamento, por exemplo.

Com isso, Itororó pode passar a receber menos repasses para serem utilizados em prol da população.

Informações do Blog Itororó Já

Firmino Alves: Anarriê do Educasocial realiza o encerramento das aulas do primeiro semestre de 2023

.

Na última sexta-feira, o município de Firmino Alves realizou a festa junina para o encerramento do primeiro semestre de 2023 na educação municipal. No festejo, as crianças das escolas, os pais, o Prefeito Fabiano Sampaio (PDT) e sua secretária de educação, Maria da Hora, participaram da comemoração junina, no clima para o São João, com comidas típicas, música tradicional e quadrilha dançada pelas crianças. O Anarriê do Educasocial encerrou o primeiro semestre com sensação de dever cumprido, podendo agora desfrutar de um breve descanso para o retorno do segundo semestre com muita dedicação e carinho pela educação do município.

.

.

.

:: LEIA MAIS »

Itapetinga: Prefeitura e PM intensificam segurança nas escolas

.

“Nos últimos dias, as notícias sobre atentados em escolas provocaram medo na nossa comunidade. Pais, professores e alunos temem a possibilidade de viverem, em suas unidades, casos como os já divulgados na mídia. Para tentar passar mais tranquilidade a todos e fortalecer o sistema de segurança em nossas escolas, a secretaria vai reforçar as atenções e, em conjunto com a Polícia Militar, ampliar a vigilância nos arredores”, explicou o secretário, Fábio Viana.

Entre as estratégias traçadas na reunião está a organização de Rondas Escolares realizadas pela Polícia e pela Guarda Municipal. Além disso, a PM realizará atividades formativas com os vigilantes das unidades escolares a fim de capacitá-los para um maior reforço na segurança.

“Seguimos atentos, preocupados com a segurança dos nossos alunos. Nos manteremos, no entanto, em equilíbrio e serenos, realizando ações coordenadas, sem deixar o pânico nos descontrolar porque, acreditamos, ainda não há razão para isso. Aos pais, deixamos a mensagem de que cuidaremos dos seus filhos com atenção e cautela. À toda comunidade escolar, nos manteremos alerta, mas seguiremos nossas atividades certos de que, em breve, a tranquilidade se restabelecerá e a educação e o desenvolvimento voltarão a ser nossos focos principais”, concluiu Viana.

 

Fonte: Sudoeste Digital

Estudantes da Universidade Federal da Bahia conquistam 2º lugar em campeonato mundial

.

Foi com um avião de 5,5 metros e a bandeira do Brasil nas mãos, que os alunos de engenharia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) comemoraram o segundo lugar em uma competição estudantil mundial de aviação.

O evento aconteceu no dia 17 de março, nos Estados Unidos, onde o grupo disputou o pódio com outras 23 equipes, de sete países.

Com nome “Axé Fly”, os estudantes se classificaram para a disputa deste ano no Flórida, após vencerem, no final de 2022, o campeonato SAE Brasil Aerodesign, em São Paulo.

Fonte: Verdinho

Itapetinga: Cientistas da UESB produzem corante natural raro a partir de jenipapo e mandioca

.

A indústria alimentícia tem sido cada vez mais cobrada a substituir corantes artificiais por corantes naturais, que são, em sua grande maioria, compostos bioativos, com capacidade antioxidante considerável, além de comumente apresentarem atividades anti-inflamatórias e antimicrobianas. Essa necessidade ocorre devido aos problemas de saúde que os corantes artificiais podem desencadear, como alergias, distúrbios neurológicos e, até mesmo, o desenvolvimento de câncer.

No entanto, os corantes naturais, geralmente, são sensíveis à oxidação por exposição à luz, ao oxigênio e à altas temperaturas. Durante o processamento e armazenamento, é comum a descoloração e alteração da cor, o que impacta, diretamente, na aparência do produto alimentício.

Dentre os corantes naturais, aqueles de coloração azul são os mais raros. Os conhecidos geralmente são produzidos a partir de variações de pH para antocianinas, o que os torna muito instáveis, podendo variar para tons de roxo a vermelho, a depender das condições a que são expostos. Outro corante azul é obtido a partir de algas, denominado de ficocianina, mas sua obtenção envolve um processo de extração e purificação que o torna extremamente caro e, por vezes, inviável.

Solução encontrada na Uesb – Nesse sentido, em busca de uma técnica limpa e segura de produção de corante azul, que assegurasse a estabilidade, Jéssica Souza Ribeiro desenvolveu a pesquisa intitulada “Produção de corante natural azul de jenipapo encapsulado com amido de araruta e maltodextrina de mandioca”. Com orientação da professora Cristiane Martins Veloso, a pesquisa foi desenvolvida no Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciências de Alimentos da Uesb, campus de Itapetinga.

De acordo com as pesquisadoras, a produção de corante azul a partir de jenipapo pode ser considerada um processo barato, que demanda equipamentos simples. Além disso, a técnica de encapsulação reduz os custos de transporte e armazenamento, contribuindo para a sua viabilidade econômica. “A encapsulação, normalmente, é realizada com produtos de alto custo, como gomas ou amidos quimicamente modificados ou com maltodextrina proveniente de milho transgênico. Ao se utilizar amido de araruta e maltodextrina de mandioca nesse processo, são empregadas fontes seguras do ponto de vista toxicológico e ambiental”, explicam as pesquisadoras.

Ribeiro acrescenta que a escolha dessas duas fontes de carboidratos como materiais de parede para a encapsulação “partiu da intenção de valorizar produtos regionais e agroecológicos, visto que se tratam de duas raízes produzidas pela agricultura familiar, livres de organismos geneticamente modificados (GMO free, não-transgênicas)”, defende.

Com o desenvolvimento da pesquisa, as cientistas conseguiram produzir corantes em pó através de duas técnicas diferentes. Uma utilizou o método por spray drying, que é o mesmo utilizado na fabricação de leite em pó, e a outra a produção de lipossomas seguida de liofilização, uma técnica inédita na área. Dessa forma, de acordo com as pesquisadoras, o corante produzido apresentou características desejáveis, facilitando seu armazenamento, conservação e utilização pela indústria alimentícia e farmacêutica, por exemplo.

Aplicação – O corante natural azul de jenipapo pode ser utilizado em diversos produtos, seja em alimentos, medicamentos ou cosméticos, sendo uma alternativa promissora aos corantes artificiais, que possuem vários riscos associados ao seu consumo. É importante destacar que a ocorrência de corantes naturais estáveis e de coloração azul verdadeira é considerada rara, o que é mais um diferencial do trabalho desenvolvido.

As cientistas destacam, ainda, a importância do desenvolvimento de pesquisas na área de produtos naturais e de novos produtos, tanto pelo impacto sobre a saúde dos consumidores como pela oportunidade de promoção do desenvolvimento regional e aferição de renda para as comunidades e agricultores familiares produtores ou extrativistas das matérias-primas utilizadas na elaboração da pesquisa, como a araruta, a mandioca e o jenipapo.

Fonte: Sudoestedigital

Divulgado resultado final dos concursos públicos para professores da educação básica, profissional e indígena

.

O resultado final dos concursos públicos para professores da educação básica, profissional e indígena e a mediadores do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC) foi publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia (DOE).

Os nomes podem ser conferidos a partir da página 22, da edição desta sexta-feira (24) (clique aqui para conferir).

O anúncio foi feito pelo governador Jerônimo Rodrigues antes do embarque para a inauguração de um colégio estadual de tempo integral, no município de Jaguaripe, no baixo sul da Bahia.

Foram ofertadas 1.800 vagas para professores, sendo 1.119 para a educação básica, 626 para a educação profissional e 55 para a educação indígena. Para os mediadores do EMITEC foram ofertadas 315 vagas.

De acordo com os editais das seleções, os contratos de trabalho serão sob o Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), pelo prazo de 36 meses, que podem ser renovados por igual período, com carga horária de trabalho de 20 horas semanais.

Fonte: Verdinho

Aluna nota 1000 na redação do Enem ganha apoio e vai conseguir estudar

.

Nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) Rilary Manoela Coutinho, 18 anos, moradora de Itapiranga (distante 340 quilômetros de Manaus), expressou receio de não poder cursar Engenharia Civil. A estudante teme que mesmo com uma boa colocação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), fique de fora do prazo de inscrição.

As dúvidas de Rilary quanto ao ingresso no curso de Engenharia Civil geraram uma nota de apoio da Universidade Federal do Amazonas (UFam). A instituição federal parabenizou a jovem e explicou que a inscrição na universidade e totalmente on-line- e por isso, não há necessidade da jovem vir até a capital para se inscrever.

O curso procurado por Rilary só é ofertado pela Ufam, que tem o campus distante cinco horas de viagem de sua cidade. Viagens diárias à capital são impossíveis e fixar residência em Manaus também está fora da realidade da família da jovem. Durante a pandemia o irmão mais velho de Rilary precisou trancar o curso de Engenharia de Software pelos mesmos motivos que hoje assombram a estudante.

“Antes mesmo de saber as pontuações do Enem, já tinha conversado com a minha família e dito que iria continuar estudando para fazer os vestibulares que são das próprias universidades e tentar ingressar somente em julho. Não consigo agora, no início do ano, por questões logísticas mesmo, como moradia e meio de transporte, iniciar uma faculdade em Manaus”, disse Rilary.

Quanto ao fato da estudante ter que morar em Manaus para estudar, a Ufam informou que o Departamento de Assistência Estudantil  (DAEST) possui editais de apoio à estudantes em vulnerabilidade socioeconômica, ofertando auxílio acadêmico, auxílio moradia, auxílio residência universitária, auxílio inclusão digital”.

“Departamento de Assistência Estudantil da UFAM (DAEST) vem parabenizar aos/às amazonenses que foram aprovados nos processos seletivos de ingresso nas universidades públicas do país. Sentimo-nos muito felizes com o desempenho nota 1.000 na redação do ENEM dos jovens Rilary Manoela Coutinho e Luiz Henrique Nogueira, e em nome deles parabenizamos todos que fizeram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio. Vocês são o nosso futuro.

O DAEST aproveita esse momento para informar que as aulas dos calouros (semestre 2023/1) iniciarão em 24 de julho de 2023 e que nossa matrícula institucional é totalmente online, não havendo necessidade do(a) aprovado(a) se deslocar até Manaus para se tornar parte de nosso corpo discente.

Também divulgamos que o DAEST possui editais de apoio àqueles em vulnerabilidade socioeconômica, ofertando auxílio acadêmico, auxílio moradia, auxílio residência universitária, auxílio inclusão digital, auxílio creche, auxílio material acadêmico de alto custo e que o objetivo é garantir a permanência do(a) discente na universidade.

A UFAM possui 9 Restaurantes Universitários, ofertando refeição subsidiada à comunidade discente e gratuidade no café, almoço e jantar aos alunos que recebam nossos auxílios.

Temos compromisso com a ciência, educação e responsabilidade social.”

Fonte: Amazonas

Sem condições financeiras de sair do interior, jovem do AM que tirou mil no Enem perderá vaga mesmo se passar no Sisu

.

Uma estudante do interior do Amazonas conseguiu, sem acesso à internet em casa e sem cursinho pré-vestibular, apenas com livros emprestados pela escola, a nota máxima na redação do Enem 2022. Rilary Manoela Coutinho, de 18 anos, é moradora de Itapiranga, a cerca de 340 quilômetros de Manaus, e sonha em cursar Engenharia Civil. Mas o empenho da jovem não será o suficiente para que ela consiga finalmente ingressar na faculdade. Depois das dificuldades que passou e pedras pelo caminho, a situação financeira da família no momento não permite que ela possa morar longe de casa e se dedicar aos estudos.

Rilary tem expectativa de conseguir um bom resultado no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Sua pontuação foi boa e ela acredita que possa conseguir uma vaga no curso desejado. Mas a amazonense já sabia, antes do início do processo de seleção, que teria de adiar o início da graduação. O curso que ela deseja só é ofertado na Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a mais de cinco horas de viagem de Itapiranga. Além do tempo que levaria se não mudasse de cidade, o valor das passagens torna as viagens diárias quase impossíveis.

— Antes mesmo de saber as pontuações do Enem, já tinha conversado com a minha família e dito que iria continuar estudando para fazer os vestibulares que são das próprias universidades e tentar ingressar somente em julho. Não consigo agora, no início do ano, por questões logísticas mesmo, como moradia e meio de transporte, iniciar uma faculdade em Manaus — resume Rilary.

A estudante vive um drama que já foi o do irmão mais velho, com quem mora, junto da avó aposentada. Ele foi o primeiro da família a ingressar em uma universidade pública. Mas teve que trancar o curso de Engenharia de Software por não ter mais condições financeiras de continuar durante a pandemia da Covid-19.

Fonte: OGLOBO

Itororó: Prof. Jornan do Simplificando Redações comemora alunos com média de 900 pontos na redação do Enem

 

A média do simplificando redações do professor Jornan chegou a 900 pontos no último Exame Nacional do Ensino Médio, tendo em sua totalidade 47 alunos. Com notas que chegaram à 960 pontos, o professor do cursinho simplificando redações relata a experiência de ter resultados tão positivos com seus alunos.

 

 

“A melhor parte do meu trabalho é saber que eu posso, em pouco tempo, fazer o aluno sair do zero aos 900+ na redação. Sendo a redação a parte mais importante dos concursos, vestibulares e Enem, eu posso tornar realidade os sonhos dos jovens de Itororó. Quem me acompanha sabe que eu já tinha plena certeza do sucesso dos meus alunos e é muito gratificante saber que estou colocando Itororó na primeira prateleira do país, com a maioria dos alunos atingindo a marca que apenas 5% do Brasil atinge.

 

 

 

Agradeço a Deus e a todos que participaram e apoiaram direta e indiretamente nesse processo de formação. Vamos pra cima que em 2023 seremos ainda melhores, Play na máquina de realizar sonhos.”

 

Informações do Blog Itororó Já

 

saae
paulinho casa construcao

clinica bem estar

ranking local

atacadao farma

pet love

mix core training


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia