WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenacentral das bebidasjunior moveis e eletros clinica bem estar

Sorry, there are no polls available at the moment.
janeiro 2020
S T Q Q S S D
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
acai pop

galeria bar

carne de sol gomes mercadinho

floema

allyf calcados

educandario ferraz

pizzaria garoto senna

pro corpo academia

andressa fashion hair

mercadinho delta

leo gas

alianca variedades

casa de carnes alianca

lava rapido pit stop

softsky informatica

tecnet

guri polpas

hn informatica

Caso raro de gêmeas que dormem desde que nasceram há 6 meses intriga médicos em Redenção, no PA

.

.

“G1”

Um caso raro de gêmeas deixa profissionais de saúde intrigados em Redenção, no sul do Pará. As irmãs nasceram há seis meses, não esboçaram reação e os médicos classificam o caso como “comatoso”, quando o paciente tem apenas reflexos primitivos e está em sono profundo. O hospital onde as duas estão internadas ainda não conseguiu chegar a um diagnóstico, mas especula que as pacientes têm um caso raro de “erro inato do metabolismo”.

Desde que nasceram, Ana Júlia e Ana Sofia não acordam e também não conseguem respirar sem a ajuda de aparelhos. A alimentação delas é feita por sonda gástrica. “O hospital está realizando um estudo sobre isso para determinar qual é realmente a doença. Erro inato do metabolismo foi o diagnóstico por exclusão, mas não é o definitivo. Estão muito comatosas. Elas só têm os reflexos primitivos. Elas não acordam. Elas têm convulsões constantes”, relatou a médica Helena Coelho, pediatra intensivista da UTI.

A médica explicou que o quadro de erro inato do metabolismo é quando o organismo não produz nem organiza o processo de formação das enzimas. “É uma doença genética que pode ter resultado de várias outras coisas, de glicose, e fatores que comprometam o metabolismo. O paciente tem o quadro neurológico afetado, comprometimento da respiração e quadro comatoso. Mas, como disse, não temos nada fechado. A gente tem que fazer exames mais específicos que não temos como fazer no nosso hospital”, diz Helena.

Apesar de o hospital ter um laboratório próprio e equipado, o diretor técnico do hospital, Rodolfo Skrivan, disse que a unidade não dispõe de alguns exames genéticos que poderiam esclarecer a situação. “Estamos em contato com outros serviços, outros hospitais em Brasília e no Rio Grande do Sul, que trabalham com pesquisa nessa área, mas precisamos de uma ajuda porque ainda não se chegou a um diagnóstico”, reiterou. O G1 questionou à Secretaria de Saúde Pública (Sespa) se o hospital pretende fazer a transferência, mas ainda não obteve resposta.

A mãe, Luana Tintiliano da Silva, passou por uma cirurgia de apêndice quando estava grávida de três meses, além de ter sido diagnosticada com miomas no útero. Os médicos descartam qualquer relação da cirurgia que a mãe passou durante a gravidez com o quadro atual das crianças.

Mesmo após o parto, Luana disse que não tem dormido regularmente. Ela fica em uma cadeira reclinável onde passa a noite enquanto acompanha as gêmeas no hospital. Os médicos ainda não explicaram a causa da falta de sono. Ela disse que já chegou a ficar até cinco dias sem dormir.

“Eu tinha miomas no útero e não sabia que estava grávida. Comecei a passar mal e fui para o hospital. Chegando lá descobri que estava grávida de gêmeas. Eu sentia muita dor na barriga e os médicos não entendiam o motivo. Então, decidiram abrir a minha barriga para encontrar a causa. Fui avisada do perigo desse tipo de cirurgia, principalmente porque eu estava grávida e isso nunca tinha sido feito em Redenção”.

Quando a cirurgia foi feita, os médicos constataram a apendicite. “Eu fiquei bem após a cirurgia e até o nascimento das crianças, que nasceram aos oito meses por decisão médica. Quando elas nasceram, as meninas não choraram, e isso assustou os médicos. Elas não se mexiam, não esboçaram nenhuma reação. Tinha uma mulher no laboratório que disse ficou impressionada, não estava entendendo porque elas não se mexiam”, contou Luana.

Itororó: Vagas de Emprego – Interessados deixar currículo no Sinebahia

.

.Itororó

Galeria Bar terá show ao vivo nesta sexta com Iago Melo

.

.

Itororó: Desapareceu em Vitória da Conquista Rosemary Eloy

.

.

Se encontra desaparecida a Sra ROSEMARY ELOY AMERICANO, 52 ANOS. Natural de Itororó, Rosemary desapareceu na manhã desta quinta-feira em Vitória da Conquista, local onde mora atualmente.

Ela se encontra trajando blusa listra da bege e azul e calça jeans. Contatos com Max (esposo) 073 99953 4164

Itapetinga – Agenda positiva: Câmara recebe APAE e discute fortalecimento da instituição

.

.

Ascom

A Presidente da Câmara de vereadores de Itapetinga, Naara Lima Duarte e o vice-presidente Alberto Barbosa juntamente a mesa Diretora, composta pelos vereadores, Márcio Piu, Anderson da Nova e do vereador João de Deus, dando continuidade na agenda positiva da Câmara, reuniram-se no Gabinete da Presidência nessa manhã dia (3) de dezembro com a APAE para fomentarem e discutirem propostas de ampliação de atendimento profissional na instituição.

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) Itapetinga é uma instituição filantrópica, sem fins lucrativos, que tem a finalidade de prestar assistência integral às pessoas com deficiência intelectual. Para manter a sua atividade fim, a instituição oferece diversos serviços à comunidade que propiciam a sua viabilidade econômica. Os recursos arrecadados com os serviços são revertidos para o atendimento à pessoa com deficiência.

A Equipe do CER II/APAE, é composta por: Coordenação Administrativa, Coordenação Técnica, Assistente Social, Educador Físico, Enfermeira, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Pedagogo, Psicopedagogo, Psicólogo, Profissional de Orientação e Mobilidade, Terapeuta Ocupacional, Oftalmologista, Pediatra, Neurologista, Recepcionista, Mediador de oficina, Motorista e Serviço Gerais.

Durante a reunião foram abordados diversos temas de suma importância na prestação de serviços ofertado pela APAE a Itapetinga e cidades vizinhas, um deles de grande relevância como o CER II, que é um dos componentes da Rede, sendo ele um ponto de atenção ambulatorial especializado em reabilitação, faz-se necessário a articulação com Atenção Básica, que é a porta de entrada para as pessoas com deficiência, no SUS, e na Atenção Hospitalar de Urgência e Emergência.

A agenda Positiva da Câmara de vereadores de Itapetinga tem como foco principal a interação da comunidade com o Legislativo e o fortalecimento com as Instituições que atuam na comunidade Itapetinguense oferecendo serviços à comunidade e elevando a qualidade de vida dos munícipes na busca pelo exercício pleno da cidadania.

Unicesumar: Bolsas de Estudo com até 100% de desconto em Itororó. Essa é a sua chance!

.

.

Dia 7/12, às 10h e às 14h, em todos os polos do Brasil, você tem um compromisso com o seu futuro. É a oportunidade que você esperava para se desenvolver na melhor EAD do Brasil com bolsa de até 100%! Procure o polo mais próximo e agende sua prova. A inscrição é gratuita e a bolsa é de acordo com a sua nota. Aproveite! 

Itororó: Anderson Design realizou desfile de modas em seu Ateliê

.

.

Anderson Design, popular em toda a região por produzir vestidos sob medida em seu Ateliê, realizou no último dia 29 de novembro um desfile de modas com peças de roupas de criação própria e atraiu curiosos.

.

.

.

.

Anderson conta hoje em seu Ateliê com serviços pronta entrega como: vestidos para noivas, mães das noivas, daminhas, debutantes, formandas, peças para ocasiões religiosas, confraternizações e eventos variados. Além de contar com peças especiais para figurino, aluguel, venda de peças, consertos e reforma geral.

Luto em Itororó: Morre na UTI do Hospital de Base de Conquista, a jovem Emanuelly

.

.

Com extremo pesar que o Blog Itororó Já comunica o falecimento precoce de Emanuelly Bispo dos Santos de 10 anos, moradora da cidade de Itororó e que estava internada na UTI do Hospital de Base de Vitória da Conquista desde domingo, 01, quando precisou ser transferida do Hospital e Maternidade de Itororó, onde aguardava regulação do Estado.

Segundo a família de Emanuelly, um exame de tomografia diagnosticou um grave problema no cérebro da menor que vinha sofrendo com dores de cabeça intensas há mais de 20 dias. Emanuelly foi internada no Hospital e Maternidade de Itororó já com estado de saúde agravado, o que gerou um intensa mobilização nas redes sociais, com o propósito da família pedir ajuda para o caso da jovem.

Após transferência, Emanuelly foi encaminhada para a UTI do Hospital de Base de Vitória da Conquista, onde aguardava que seu estado de saúde estabilizasse para que novos exames fossem realizados, para que se pudesse chegar a um diagnóstico exato sobre a enfermidade que Emanuelly adquiriu. Porém, após avaliação clínica detalhada, Emanuelly teve morte cerebral relatada pelos médicos. A família da jovem informou que todos os esforços necessários foram feitos para tentar a salvar a vida dela e que a todo momento os médicos procuravam a família para informar sobre a gravidade do quadro de saúde de Emanuelly.

Informações do Blog Itororó Já

Câmara de Vereadores realizará Sessão Itinerante em Bandeira nesta quinta, 05

.

.

A Presidente da Câmara Municipal de Itapetinga-BA, Naara Lima Duarte e demais Vereadores, tem a grata satisfação de convidá-lo (a) a participar da Sessão Itinerante que ocorrerá no Distrito de Bandeira do Colônia no dia (05) de Dezembro de 2019 ( quinta-feira), Horário: 19:h00min. Local: Escola Municipal Dona Geni.

Governo desobriga cota para trabalhador com deficiência

.

.

O governo Bolsonaro encaminhou ao Congresso um projeto de lei que praticamente acaba com a política de cotas para pessoas com deficiência ou reabilitadas. O PL 6.195/2019 permite que as empresas substituam a contratação pelo pagamento de um valor correspondente a dois salários mínimos mensais.

Nesta terça-feira (3), Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, uma reunião na Câmara dos Deputados deve definir uma estratégia para barrar o avanço do projeto e derrubar a urgência com que ele está tramitando.

Para a vice-presidente da Ampid (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Idosos), a subprocuradora-geral do trabalho Maria Aparecida Gurgel, todo o projeto de lei é grave para as pessoas com deficiência.

“Ele desconfigura toda a ação afirmativa que é a reserva de cargos”, afirma.

O projeto traz ainda outras mudanças em relação às cotas, como a contagem em dobro quando da contratação de um trabalhador com deficiência grave, e a inclusão de aprendizes nessa verificação.

“Essa regra [da deficiência grave] parece boa, pois as pessoas com deficiência grave são as que mais têm dificuldades para serem incluídas, mas, no final das contas, quem é que vai dizer se é deficiência grave ou moderada?”, afirma Tabata Contri, da Talento Incluir, empresa que presta consultoria para inclusão.

O Ministério da Economia diz que o conjunto de mudanças deve beneficiar 1,25 milhão de trabalhadores.

O recolhimento mensal, no caso das empresas que não cumprirem a cota, será feito a uma conta da União, que abastecerá programa de reabilitação física e profissional. A criação dessa política de recuperação para o trabalho já era prevista na medida provisória 905, que criou o Programa verde amarelo de estímulo ao emprego.

O percentual de trabalhadores reabilitados ou com deficiência continua o mesmo e é obrigatório a empresas com 100 ou mais empregados.

Tabata Cotri diz que a possibilidade de substituir o cumprimento da cota é contraproducente e preocupante. “Hoje você já tem empresas que preferem pagar a multa a fazer um esforço para cumprir a regra”, afirma.

Nos últimos três anos, a inclusão de trabalhadores com deficiência melhorou. De 418 mil, em 2016, eram 486 mil trabalhadores formais em 2018. Tabata diz que os números só começaram a melhorar a partir de 2015, após a definição de regras para a inclusão desses profissionais.

“A gente está falando de 24% da população que tem alguma deficiência. Faz muito mais sentido que elas estejam trabalhando”, afirma.

Para o advogado Dario Rabay, da área trabalhista do escritório Mattos Filho, as mudanças do projeto de lei ajustam a regra à realidade, pois muitas empresas não conseguiam cumprir a cota, o que levava várias ao fechamento de TACs (Termos de Ajustamento de Conduta) com o MPT (Ministério Público do Trabalho). Ele diz que a Justiça do Trabalho tem jurisprudência favorável às empresas nos casos em que há a comprovação de ter havido esforço no cumprimento da cota.

Rabay considera positiva a criação de alternativas ao preenchimento dessas vagas. Além do pagamento, a possibilidade de duas empresas se associarem para compartilhar o cumprimento da cota.

A diretora da consultoria Santa Causa, Aline Morais, diz que as mudanças propostas são um retrocesso e têm perfil assistencialista.

Na nota de repúdio divulgada pela Ampid, a associação diz que o envio do projeto de lei viola a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da qual o Brasil é signatário, e obrigaria o governo a consultar as pessoas com deficiência.

O Ministério de Economia diz, em nota, que a tramitação do projeto é o momento propício para a discussão. Afirma também que a medida pretende avançar na política de inclusão por duas formas alternativas de cumprimento.  

shekinah pousada restaurante

danny disk gelada

unicesumar

ccaa

plena saude

otica liz

carne de sol gomes

paulinho construcao

sam fitness

charmes esportes

tropical modas

supermercados compre aqui

jamille lanches

associacao seguranca guardioes

leophoto


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia