WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenacentral das bebidasjunior moveis e eletros clinica bem estar

ITORORÓ: ELEITOR - QUAL SERIA O MELHOR HORÁRIO PARA A SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES?

View Results

Carregando ... Carregando ...
maio 2019
S T Q Q S S D
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
carne de sol gomes mercadinho

allyf calcados

pizzaria garoto senna

leo gas

farmacia dias

lava rapido pit stop

tecnet

guri polpas

academia pro corpo

alianca cosmeticos variedades

hn informatica

Confira a agenda semanal da Clínica Bem Estar

.

.

PM reformado e ex-PM são presos suspeitos de participação nos assassinatos de Marielle e Anderson

.

.

“Globo”

Força-tarefa afirma que o policial reformado Ronnie Lessa atirou contra a vereadora e que o ex-militar Élcio Vieira de Queiroz dirigia o carro que perseguiu Marielle. Crimes completam um ano nesta quinta-feira. A motivação seria avanço de ações comunitárias da vereadora na Zona Oeste

Ninguém jamais havia investigado Ronnie Lessa, preso nesta terça-feira acusado de ter atirado na vereadora Marielle Franco e no motorista Anderson Gomes, segundo denúncia do Ministério Público. Embora os corredores das delegacias conhecessem a fama do sargento reformado, de 48 anos, associada a crimes de mando pela eficiência no gatilho e pela frieza na ação, Lessa era até a operação desta quarta-feira um ficha limpa. Egresso dos quadros do Exército, foi incorporado à Polícia Militar do Rio em 1992, atuando principalmente no 9º BPM (Rocha Miranda), até virar adido da Polícia Civil, trabalhando na extinta Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE), com a mesma função da atual Desarme, na Delegacia de Repressão à Roubo de Cargas (DRFC) e na extinta Divisão de Capturas da Polinter Sul.

A experiência como adido foi o motor da carreira mercenária de Lessa. A prática de cessão de PMs para a Polícia Civil começou no início dos anos 2000, quando o Rio ainda enfrentava uma onda de sequestros irrompida na década anterior. A primeira leva, transferida para a Divisão Anti-Sequestro (DAS), forjou outros nomes que posteriormente fariam fama no mundo criminal, como o do sargento da reserva da PM Geraldo Antônio Pereira, o Pereira; e o sargento Marcos Vieira de Souza, o Falcon, ex-presidente da Portela, ambos já foram assassinados em 2016, em situações diversas.  

O próprio Orlando de Oliveira Araújo, o Orlando da Curicica, apontado inicialmente como principal suspeito, também é oriundo da DAS. No caso dele, como  já havia sido expulso pela Polícia Militar, atuava como informante da delegacia ou X-9, como era vulgarmente conhecido. O alcaguete andava em viaturas da polícia, além de portar armas, inclusive fuzis.

Lessa, como outros adidos, conhecia mais das ruas do que qualquer policial civil. Logo, destacou-se e ganhou respeito pela agilidade e pela coragem na solução dos casos. Esta fama, segundo os bastidores da polícia, chegou aos ouvidos do contraventor Rogério Andrade, na época cada vez mais ocupado em fortalecer o seu exército numa sangrenta disputa territorial com o também contraventor Fernando Iggnácio de Miranda. Em jogo, o legado do bicheiro Castor de Andrade, morto em 1997.

Arregimentado por Andrade, Lessa não demorou a crescer na organização e ocupar o destacado posto de homem de confiança do chefe.  Até que, em abril de 2010, a explosão de uma bomba no carro do bicheiro não apenas matou o filho dele, Diogo Andrade, de 17 anos, como fulminou a credibilidade de Lessa junto ao chefe, por não conseguir protegê-lo, assim como sua família. O guarda-costa e exímio atirador foi incapaz de evitar a morte do jovem.

Chama atenção que o método de detonação da bomba usada no atentado que matou o filho do contraventor, segundo peritos da época, foi o mesmo usado no atentado ao sargento da PM, em 2 de outubro de 2009, que perdeu a perna.  Um laudo do Esquadrão Antibombas da Polícia Civil revelou que para explodir o Toyota Corolla blindado de Andrade foi usado um dispositivo acionado à distância por meio de um telefone celular.

Com a sua reforma por invalidez, Lessa acabou deixando de ser adido, mas ainda frequentava as delegacias da Polícia Civil, principalmente a antiga Delegacia de Repressão a Armas e Explosivos (DRAE). Até que, em 2011, ciente da migração dos adidos para as fileiras do crime, a Secretaria de Segurança do Estado vetou para sempre a cessão de quadros da PM para a Polícia Civil e acabou com a DRAE. A medida foi resultado da Operação Guilhotina da Polícia Federal, que investigou a corrupção policial envolvendo policiais civis e os adidos, além de integrantes da cúpula da instituição.

Com as portas fechadas na polícia, o ambiente mafioso tornou-se um caminho sem volta para Lessa. A mira certeira, decisiva para a expansão territorial de Rogério Andrade, foi também o passaporte do ex-sargento para a organização criminosa formada por matadores de aluguel, considerada mais temida e eficiente do Rio. Num cenário em que o dinheiro da corrupção garantia a impunidade destes mercenários, Lessa nem sequer se dava ao trabalho de agir às sombras. Para agenciá-lo, bastava dar uma passada no bar onde o ex-adido fazia ponto no Quebra-Mar, na Barra da Tijuca.

Uma opinião unânime assombra os que conheceram Lessa pessoalmente. Há quem diga que ele é capaz de tudo para cumprir as empreitadas criminosas, sem medir as consequências. Hábil no manejo principalmente de fuzis, é conhecido por gostar de atirar sentado, embora uma prótese moderna disfarce bem o problema físico quando em pé. Jamais volta para a base sem ter cumprido o que fora acertado com o contratante.

É esse homem que, agora, a polícia pretende levar para o banco dos réus como o principal acusado da morte de Marielle e Anderson.

Extremamente operacional, Ronnie Lessa encontrou no 9º BPM (Rocha Miranda) a unidade perfeita para o seu perfil. Afinal, o batalhão,  nos idos de 1992, tinha fama de ser violento, aparecendo com frequência nas manchetes de jornal. Não é à toa que os policiais que davam serviço naquela época eram conhecidos como “Cavalos Corredores”. Foi da unidade de Rocha Miranda que saíram os PM condenados pela chacina de Vigário Geral, em 1993, quando 21 pessoas — oito delas evangélicos de uma mesma família — foram executadas.

:: LEIA MAIS »

Firmino Alves: Homem é encontrado morto em uma residência na Av. Itabuna

.

.

Um homem identificado como Marcos José Reis e conhecido popularmente como “Catingueiro” foi encontrado morto em uma residência no início da manhã desta segunda-feira, 11, na Avenida Itabuna em Firmino Alves.

Segundo informações, “Catingueiro” sofria com problemas de álcool, havia invadido uma casa na rua citada acima e no início da manhã de hoje foi encontrado por populares ensanguentado e já sem vida. Ele apresentava algumas perfurações pelo corpo, inclusive na cabeça. Moradores de Firmino Alves afirmam que o homem já havia cometido alguns crimes na cidade. Ele deixa esposa e 3 filhos.

O corpo de Catingueiro será removido pelo DPT de Itapetinga e passará por necropsia.

Informações do Blog Itororó Já

.

.

Justiça determina inclusão de medicamentos à base de Cannabis na lista do SUS

.

.

A Justiça Federal determinou que a União inclua medicamentos já registrados pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) à base de Canabidiol (CBD) e Tetraidrocanabinol (THC), substâncias provenientes da planta Cannabis sativa, na lista de fármacos ofertados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

A decisão atende a um pedido do Ministério Público Federal (MPF) em Eunápolis (BA), e prevê também que a medida que novos medicamentos forem registrados, estes também sejam incorporados. Vale ressaltar que os medicamentos só devem ser utilizados caso as alternativas já disponibilizadas pelo SUS não surtam efeitos no paciente. 

A decisão foi tomada pois o valor dos medicamentos ou tratamento não pode ser um impedimento para que pacientes que necessitam destes usufruam dos benefícios. De acordo com o MPF-BA, isso frustraria a determinação constitucional de permitir o acesso de todos aos serviços de saúde e ter uma vida digna. 

A sentença também determina o bloqueio de R$ 100 mil da União, para serem utilizados na compra de medicamentos para cada paciente, baseado na prescrição médica. O fornecimento do medicamento deverá ser feito até que outro compatível esteja disponível à população pelo SUS. Caso não cumpra a decisão em 30 dias, a União terá de pagar uma multa diária de R$ 1 mil.     

Itapetinga: Em estado grave, jovem que sofreu acidente foi transferida para Vitória da Conquista

.

.

A jovem KARINE PALES CORDEIRO BOTELHO, 26 anos, que sofreu um grave acidente na noite dessa quarta (06) no Bairro Américo Nogueira, em Itapetinga, foi transferida para o Hospital de Base de Conquista, onde irá passar por várias cirurgias. Karine sofreu várias fraturas, entre elas no braço e na cabeça.

A jovem durante o acidente ficou presa nas ferragens do carro, sendo resgatada por socorristas do SAMU 192 de Itapetinga.

Karine passará por cirurgias nessa quinta (07). Familiares pedem orações para Karine nas mídias sociais. Itapetinga Agora.

A semana está pra peixe no Açougue Aliança

.

.

Firmino Alves: Estudante de 17 anos é encontrado morto no quintal de casa

.

.

O estudante de 17 anos Fábio Vieira de Menezes, natural de Itororó e morador do distrito de Itaiá em Firmino Alves foi encontrado morto, enforcado, pendurado por uma toalha nos fundos de sua residência na madrugada desta segunda feira, 04, de Carnaval.

O jovem era estudante do ensino médio e segundo amigos era considerado uma pessoa tranquila e bem relacionado.

O DPT de Itapetinga foi acionado e o corpo removido para o IML.

Informações do Blog Itororó Já

Mari Antunes sensualiza com fantasia inspirada em ícone do público gay

.

.

A cantora Mari Antunes causou durante o desfile no Campo Grande, na tarde deste domingo (3). A artista desfila durante todos os dias de Carnaval exibindo o corpão escultural com looks inspirados na cantora norte-americana Cher, ícone do público LGBT. Vale lembrar que a banda traz neste ano o single “Quem Bota é Ela”, forte candidata a música do Carnaval.

Igor Kannário será processado por suposta alusão a facção

.

.

A Associação dos Policiais e Bombeiros Militares e seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra) informou que vai processar o cantor e deputado federal Igor Kannário por apologia ao crime. Kannário desfilou ontem (1) na Barra com um traje que lembrava a farda da Polícia Militar, entretanto havia no braço do artista uma insígnia escrita “Comando da Paz”. O nome faz referência a uma facção criminosa.

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) informou que entrará com uma representação no Ministério Público e encaminhará à Câmera dos Deputados uma denúncia para que o Conselho de Ética julgue a sua conduta “desafiadora da moral e dos bons costumes”. 

De acordo com o presidente da Aspra, o soldado Prisco, a entidade vai entrar com uma ação idenizatória e outra criminal. Esta será a terceira vez que a Aspra vai processar o cantor. A assessoria do cantor alegou ao Metro1 que a menção ao Comando da Paz foi uma “infeliz coincidência” e que não fazia referência à facção criminosa.

Ator baiano Dan Ferreira de Segundo Sol é diagnosticado com Síndrome de Guillain-Barré

.

.

O ator Dan Ferreira, que fez parte do elenco de “Segundo Sol”, foi diagnosticado com a síndrome de Guillain-Barré, após ser internado em Salvador no último dia 28, segundo a colunista Patrícia Kogut. Conforme as informações da assessoria do ator, ele sentiu um mal estar acompanhado de fraqueza nas pernas ao desembarcar em Salvador e foi encaminhado para o hospital, onde foi atendido.

“Foi um susto. Mas estou na companhia da minha família que é o que nos dá força, entendendo o que deve ser feito para estar melhor. Muitas pessoas são surpreendidas assim como eu, e quanto mais cedo o diagnóstico, mais tranquilo o tratamento. Já já eu saio dessa”, declarou Dan  em nota divulgada pela assessoria. 

Ainda de acordo com a publicação, o ator está na companhia dos seus familiares e recebe atendimento no hospital Cardio Pulmonar, em Salvador.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia