WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
casa bellame construtorajunior moveis e eletros clinica bem estarpet love


ITORORÓ: ELEITOR - QUAL SERIA O MELHOR HORÁRIO PARA A SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES?

View Results

Carregando ... Carregando ...
dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
tecnet

guri polpas

leo divulgacoes

nova casa

academia pro corpo

acougue gomes

alianca cosmeticos variedades

farmacia dias

hn informatica


Itororó: Júri Popular absolve o policial militar Robenes por homicídio ocorrido há 17 anos

.

.

O sargento da polícia militar do Estado da Bahia Robenes Ramos dos Santos foi absolvido do caso do homicídio de Fábio Pereira Correia ocorrido no dia 25 de maio de 2001, às 07:10h, próximo a algumas oficinas mecânicas no Centro de Itororó.

Segundo relatos das testemunhas e do réu, Fábio, conhecido como Galego morava no distrito de São José do Colônia e com frequência emitia ameaças a Robenes e a outros policiais que atuavam em Itororó e na região. Fábio chegou a ser encaminhado para a delegacia na época e alegou que realmente quando encontrava com os policiais fazia menção de que portava um revólver na intenção de provocar os PMs. Com isso foi se criando uma desavença entre o réu e Fábio. Foi então que no dia 20 de maio de 2001 Fábio ameaçou matar o policial e sua família, falando diretamente com a esposa de Robenes.

Então por volta das 07h do dia 21 de maio de 2001 Robenes estava arrumando seu carro em uma oficina mecânica quando avistou Fábio que lhe fez logo novas ameaças e partiu em direção ao carro. Fábio deu a entender que tinha um revólver e que iria busca-lo em seu carro que estava estacionado logo a frente de outra oficina. Vendo que sua vida estava em risco o policial Robenes atirou em matou Fábio antes que o mesmo conseguisse alcançar o seu veículo. O policial alegou legítima defesa putativa que é quando o indivíduo imagina estar em legítima defesa, reagindo contra uma agressão inexistente. Trata-se de discriminante putativa: há erro quanto à existência de uma justificante. É o que a doutrina chama de erro de permissão ou erro de proibição indireto, de acordo com os adeptos da teoria limitada da culpabilidade.

Robenes se apresentou à delegacia relatando novamente tudo que havia acontecido. O Ministério Público acionou a Justiça para apurar a postura do policial e o processo vinha se arrastando por longos quase 17 anos.

O Juiz da Comarca de Itororó Dr. Rojas Sanches divulgou o parecer pela absolvição do réu por volta das 14h.

Informações do Blog Itororó Já

.

.

3 respostas para “Itororó: Júri Popular absolve o policial militar Robenes por homicídio ocorrido há 17 anos”

  • Yasmin disse:

    Há 17 anos um homem deixa sua família e uma vida inteira pela frente, devido à mais uma injustiça que ficará impune dentre tantas outras.. Mas afinal, o que é mais uma injustiça no meio de tantas outras?
    Só para confirmar que todas as afirmações ditas pelo policial são falsas, no 21 de maio de 2001 ele estava em São Paulo ainda a caminho da cidade de itororó, ou seja, se nem na cidade ele estava, quem garante que todas as outras afirmações são verificas? É muito fácil acusar sem ter ao menos UMA pessoa para defendê-lo ou para pelo menos tentar com todas as forças tirar das ruas uma ameaça dessas a sociedade. Sem Mais delongas e sem levar em conta o quanto ele estendeu a mão ao réu em questão e sem saber o motivo de tamanha atrocidade. Hoje eu Yasmin Correia filha de Fábio Correia, que sempre tive uma interrogação do porque de tudo isso, mas que sempre tive esperança de que um dia a justiça seria feita , sinto muito não poder trazê-lo de volta à vida e perder um pai com apenas 5 anos de idade, sem direitos e sem justiça. Nada nessa vida se compara com esse sentimento que sinto hoje, acredito que não tenha nem um adjetivo para dar sinônimo a isso. (a justiça divina nunca falha)

  • Yasmin disse:

    Há 17 anos um homem deixa sua família e uma vida inteira pela frente, devido à mais uma injustiça que ficará impune dentre tantas outras.. Mas afinal, o que é mais uma injustiça no meio de tantas outras?
    Só para confirmar que todas as afirmações ditas pelo policial são falsas, no 21 de maio de 2001 ele estava em São Paulo ainda a caminho da cidade de itororó, ou seja, se nem na cidade ele estava, quem garante que todas as outras afirmações são veriídicas? É muito fácil acusar sem ter ao menos UMA pessoa para defendê-lo ou para pelo menos tentar com todas as forças tirar das ruas uma ameaça dessas a sociedade. Sem Mais delongas e sem levar em conta o quanto ele estendeu a mão ao réu em questão e sem saber o motivo de tamanha atrocidade. Hoje eu Yasmin Correia filha de Fábio Correia, que sempre tive uma interrogação do porque de tudo isso, mas que sempre tive esperança de que um dia a justiça seria feita , sinto muito não poder trazê-lo de volta à vida e perder um pai com apenas 5 anos de idade, sem direitos e sem justiça. Nada nessa vida se compara com esse sentimento que sinto hoje, acredito que não tenha nem um adjetivo para dar sinônimo a isso. (a justiça divina nunca falha)

  • Eu disse:

    A justiça de Deus nunca falha Yasmin, continue confiando em Deus! Tudo acontece na hora q Deus quer. E isso ele levara pra conta dele com certeza! Sempre pesa onde mais doer nele!

Deixe seu comentário

granja bella vista

sam fitness

educandario ferraz

super pop modas

charmes esportes

tropical modas

supermercado carisma

danny disk gelada

jamille lanches

leophoto


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia