WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenacentral das bebidasjunior moveis e eletros clinica bem estar


Sorry, there are no polls available at the moment.
dezembro 2019
S T Q Q S S D
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
galeria bar

carne de sol gomes mercadinho

floema

allyf calcados

unibf faculdade

pizzaria garoto senna

pro corpo academia

andressa fashion hair

mercadinho delta

V&JC instalacoes eletricas

leo gas

alianca variedades

casa de carnes alianca

lava rapido pit stop

softsky informatica

tecnet

guri polpas

hn informatica


EDITORIAL: A CHAPA DOS INELEGÍVEIS

Não sei dizer se a real intenção dos políticos de oposição ao governo municipal de Itororó, ao apresentar  para concorrer as eleições de prefeito deste ano uma chapa totalmente inelegível,  é  testar as leis eleitorais,  desafiar a competência ou a integridade da Justiça brasileira ou, então,  avacalhar com as eleições do município.  Mas que a chapa majoritária que, no último sábado, saiu das convenções do PMDB, Democrata e demais partidos aliados, é uma aberração política ou uma piada de mau gosto, isto é.  Por isso, posso  adiantar que, cinicamente,  estão tentando enganar o incauto eleitor de Itororó ao fazê-lo acreditar que, nestas eleições, ele   vai poder votar nesta chapa espúria.

Melhor dizendo: essa  atitude da oposições, analisada sob o prisma da  ética, é  imoral, porque pretende induzir o eleitor de Itororó  a votar  em uma chapa majoritária que, dentro dos preceitos da lei,  não tem validade e que, por isso, antes ou depois das eleições, será totalmente anulada  pela Justiça Eleitoral.

Se as oposições querem ganhar as eleições e ocupar o  cargo de prefeito do município, por que   não apresentam uma chapa majoritária  ficha limpa e partem para a disputa séria e digna? Por que avacalhar  o pleito e desrespeitar o eleitor, com a apresentação de uma chapa, cujos candidatos ficha suja serão certamente  impugnados e   barrados pela Justiça Eleitoral?

É inacreditável a que ponto chegaram os líderes políticos da  oposição no município. Como se não bastasse formarem uma chapa majoritária com Marco Brito que, até este momento, procura inutilmente  tornar-se ficha limpa, resolveram ainda apresentar para compor a mesma chapa, como candidata a vice-prefeita, outro nome que possui  os direitos políticos suspensos  pela Justiça Federal por cinco anos.

Se a ideia era causar impacto e, ao mesmo tempo,  atrair o eleitorado que já votou em  Edineu, por que o próprio Edineu não entrou na chapa? Por que colocar a sua filha, cuja   situação em relação à Justiça Eleitoral é semelhante a sua? Por que, desnecessariamente, expor  uma jovem à maledicência de uma  campanha política, uma vez que, ao seu final,  ela não vai poder disputar as eleições?  Confesso que não entendi essa   tamanha falta de sensatez.

Agora, a população de Itororó inteira  vai ficar sabendo  a história da candidata a vice-prefeita que, até então, era do conhecimento de poucos. Tomará conhecimento das razões de sua inelegibilidade e por que teve os seus direitos políticos suspensos pela Justiça Federal. Com certeza, os políticos contrários a essa estranha  chapa não vão poupar a jovem, nos palanques e nos programas políticos.

Estou convencido de que essa chapa, formada na convenção que o PMDB, o Democrata e outros partidos aliados realizaram no último sábado, não vai a alugar algum.  É uma chapa de fichas sujas, politicamente espúria, e que não possui os requisitos legais  para disputar as eleições deste ano. Portanto, é uma chapa falsa, enganadora, formada para iludir os incautos eleitores que ainda circulam em torno de dois líderes políticos inelegíveis e ultrapassados, que têm contas a prestar à Justiça.

Circula pela cidade  que a intenção das oposições ao apresentar essa chapa ficha suja é anular a eleição majoritária para prefeito.  Para  isso, as oposições  contam com que, somente após o pleito, a Justiça Eleitoral anule a sua  chapa  e, ainda, com que essa  chapa anulada obtenha a maioria dos votos dados nas eleições.  Se, de fato, tudo isso ocorrer, o pleito será nulo e haverá novas eleições para prefeito que a Justiça marcará para dentro de no máximo 40 dias.

Independente da avaliação moral  da ideia que me parece de uma grande falta de respeito ao eleitor e ao próprio município, as oposições podem estar cometendo um grande equívoco. Primeiro, porque é muito provável que a Justiça Eleitoral julgue o mérito do processo de impugnação à chapa alguns dias antes das eleições, o que invalida a ideia.  Depois,  porque não existe  nenhuma garantia de que a chapa anulada receberá mais votos do que a  chapa válida do prefeito.

Existe, ainda, outro detalhe importante que é preciso ser levado em conta em uma disputa eleitoral. Os eleitores descompromissados e indecisos que são uma parte significativa do colégio eleitoral de qualquer município, não gostam de ser enganados e, muito menos,  de votar para perder.

Portanto,  ao tomarem conhecimento de que os candidatos a prefeito e a vice-prefeito  das oposições, mesmo que vençam nas urnas,  não tomarão posse dos cargos, é provável que esses eleitores fujam  deles como o cão foge da cruz. Afinal, nenhum eleitor sério e responsável  está disposto a colaborar para que façam de uma coisa séria, como é uma eleição para prefeito, uma grande molecagem.

Nosso próximo editorial será sobre a eleição proporcional e o chapão para vereador que as oposições fizeram. Falarei também sobre a hipótese de substituição da chapa majoritária quer vai concorrer ao pleito.

Texto: Djalma Figueiredo

7 respostas para “EDITORIAL: A CHAPA DOS INELEGÍVEIS”

  • Indiscutivelmente disse:

    É triste ver para quais rumos está indo a política de Itororó. São inimigos se juntando, é um governo nada democrático usando e abusando de suas próprias leis, são vereadores que a única coisa que fazem é acumular bem próprio, como se o povo não tivesse direito de ser ouvido. Porque os vereadores de oposição ao invés de só criticarem não se mostram mais prestativos??? Porque os de situação não trabalham mais junto ao povo?? Sinto falta de uma câmara mais ativa, mais lúcida. Não quero que volte o que ja tivemos, já testamos, já conhecemos. É um desabafo, por favor aceite meu comentário.

  • Por Uma Itororó Renovada disse:

    Queremos mudança. Quremos nova câmara.

  • Murillo disse:

    boa peça esse ai da fto pra ta falando de a ou b essa politicagem de itororo n tem mesmo jeito…na boa falta de moral mesmo…
    é a hora de mudar em 2016 eyu sou candiodato vote muras

  • Do lado certo disse:

    AQUI EM ITORORÓ AGENTE VÊ UM POUCO DE TUDO. POLÍTICOS RUINS, GENTE QUE FICA BRIGANDO POR CAUSA DOS OUTROS. UNS FICANDO RICOS, OUTROS PASSANDO DIFICULDADE. ESSE DR. DJALMA QUE JA FOI DE TANTOS LADOS, SERÁ QUE AGORA MERECE TANTA CREDIBILIDADE?? TOMARA QUE AS CARAS SE MOSTREM ATÉ OUTUBRO.

  • representante disse:

    Eu que presenciei tanto esse mesmo cidadão que faz estas criticas sentado do outro lado da mesa falando barbaridades desse que ele defende tanto hoje, fico sem saber em quem acreditar… A certeza que tenho é que nossa cidade merece mais do que tudo que esta acontecendo como compra de apoio politico, e o pior achar que o povo vai esquecer aquela pouca vergonha que foi o ” livro do prefeito “. É muito provavel q vcs ñ irão divulgar minha msg mais vc meu querido radialista que acriditavamos tanto agora faz parte da podridão olhe por teu povo e esqueça esse prefeito que não tem nem mesmo o apoio do propio “pai”.

  • adyla disse:

    a politica de itororo sempre foi essa porcaria de sempre,será que esse tal de DR,djalma tem alguma moral p tar defendo o s politicos atuais assim?ah mas uma coisa é certa ele ta ganhando muito dinheiro tbm né.

  • mauricio disse:

    são todos farinha do mesmo saco!

Deixe uma resposta para Do lado certo

shekinah pousada restaurante

danny disk gelada

unicesumar

plena saude

otica liz

carne de sol gomes

paulinho construcao

sam fitness

charmes esportes

tropical modas

supermercados compre aqui

jamille lanches

associacao seguranca guardioes

leophoto


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia