WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
casa bellame construtorajunior moveis e eletros clinica bem estar


ITORORÓ: ELEITOR - QUAL SERIA O MELHOR HORÁRIO PARA A SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES?

View Results

Carregando ... Carregando ...
abril 2018
S T Q Q S S D
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
adega 33

pizzaria garoto senna

lc ceocell

leo gas

tecnet

guri polpas

leo divulgacoes

nova casa

academia pro corpo

acougue gomes

alianca cosmeticos variedades

farmacia dias

hn informatica



:: ‘Política’

Itororó: Mesmo sendo do PSDB prefeito Adauto vai apoiar Rui Costa do PT

.

.

Em uma demonstração real de que não se fecha a nenhum partido político do qual não receba apoio para o município, o prefeito de Itororó Dr. Adauto Almeida (PSDB) vai sim apoiar a candidatura à reeleição de governador do estado do petista Rui Costa.

O fato curioso é que o seu partido, o PSDB lançou o nome do deputado federal João Gualberto para pré-candidatura ao governo do estado. Não se sabe até o momento como os correligionários do prefeito no estado vão reagir a esta decisão do alcaide.

Mesmo com um discurso inflamado contra os petistas durante sua campanha eleitoral parece que Adauto se rendeu aos encantos do deputado estadual Rosemberg Pinto (PT) que vem aproximando o prefeito do governo petista há algum tempo.

Informações do Blog Itororó Já

Câmara de Vereadores apresenta novas indicações e pedido de doação de computador para o Teatro

.

.

Na Sessão da Câmara de Vereadores desta semana, a mesa diretora, presidida por Jonatas Lisboa, apresentou ao plenário as indicações 004/2018, 006/2018, 008/2018, um pedido de moção de aplausos, outro de emissão de Titulo de Cidadão e uma desafetação de bens para doar um computador ao Teatro.

As indicações sugerem: a criação do “Programa Morar Melhor que tem objetivo de recuperar e melhorar unidades habitacionais de famílias de baixa renda” (004/2018); “a construção de uma lombada na Av. Manoel Novais, em frente aos Correios de Itororó” (006/2018); e a construção de uma lombada na Rua 1º de Maio, próximo a casa de José Canário” (008/2018).

A Moção de Aplausos 003/2018 foi em favor do radialista Rubinho Cordeiro, “pelos relevantes serviços prestados à comunidade através do programa de rádio Itapuy Notícias, realizando campanhas sociais e colaborando para a desocupação do Galpão de Itati”. Já o Título de Cidadão Honorário de Itororó foi solicitado através do Projeto de Resolução 001/2018, em Favor do Coronel PM Antônio Ferreira Fontes, pelos relevantes serviços prestados ao município, especialmente ao Distrito de Itati, onde o mesmo reside e contribui para o seu desenvolvimento.

Cumprindo uma promessa feita em plenário, o presidente da Câmara, Jonatas Lisboa, apresentou o Projeto de Lei Legislativa 001/2018, que permite a Casa “Doar um microcomputador e um monitor  para a Fundação Cultural Cabana da Ponte”. Na justificativa, Jonatas, que “ a doação destes bens, não irá afetar ou prejudicar os trabalhos do legislativo e trata-se de uma pequena contribuição para essa Fundação que tem promovido a arte e a Cultura de nosso município”, disse o presidente.

Todos estes textos seguem em tramitação, seguindo o tempo determinado no Regimento e Interno e logo em breve irão para o plenário para serem apreciados, discutidos e votados pelos Edis itororoenses. Ascom.

Antonio e Edvaldo Brito negam investigação no âmbito da Lava Jato

.

.

O deputado federal Antonio Brito (PSD) e o vereador Edvaldo Brito (PSD) afirmaram, em nota, que não estão sendo investigados na Operação Lava Jato ou “em qualquer outro processo criminal”. “Em 12 de julho de 2017, Edvaldo Brito e Antonio Brito foram excluídos da Operação Lava Jato por meio de despacho nº 176141 do então procurador Geral, Rodrigo Janot, que, ao analisar o recurso dos parlamentares, entendeu que não ocorreram atos de corrupção e ligação com as investigações de ilícitos, foco da operação”, dizem os políticos, em nota. BN.

Grávidas em áreas perigosas e mais demissão; o que muda na lei trabalhista

.

.

A medida provisória que alterou pontos da reforma trabalhista deve perder a validade na próxima segunda-feira (23). Com isso, a reforma volta a valer integralmente, incluindo pontos polêmicos, como permitir que grávidas trabalhem em locais insalubres (que fazem mal à saúde), com radiação, frio e barulho, por exemplo, e que as empresas demitam seus empregados para, em seguida, recontratá-los como trabalhadores intermitentes, que recebem apenas por hora trabalhada. Editada pelo governo uma semana depois de a nova CLT (Consolidação das Leis do Trabalho) entrar em vigor, em novembro, a MP precisaria ser votada e aprovada pela Câmara e pelo Senado para ser sancionada pelo presidente até segunda, mas não há mais tempo.

O governo até pode editar a mesma medida provisória, mas só daqui a um ano. A partir de segunda, qualquer mudança na reforma, seja para resgatar os pontos da MP ou introduzir outra alteração, deve ser feita via projeto de lei comum, segundo o advogado trabalhista Alan Balaban. Eventuais projetos precisam ser propostos, votados nas duas Casas e sancionados pelo presidente. Para o trabalhador, o recomendado é entender bem quais regras passam a valer a partir de segunda para descobrir se elas terão algum impacto no seu emprego. “Em seis meses, tivemos três legislações trabalhistas diferentes em vigor no país [antiga CLT, nova CLT e nova CLT alterada pela MP), o que causa uma enorme insegurança jurídica. É importante cada trabalhador saber exatamente como será afetado”, diz Balaban.

MP foi promessa do governo

A MP da reforma trabalhista foi resultado de uma promessa feita pelo governo para conseguir aprovar mais rapidamente a nova legislação, no ano passado. Quando o texto da nova CLT já tinha sido aprovado pela Câmara, senadores discutiam fazer ajustes por não concordar com alguns pontos dela. Se o Senado fizesse qualquer mudança, o texto teria que voltar para a Câmara para ser analisado novamente. Para evitar esse atraso, o governo propôs um acordo: se os senadores aprovassem a reforma como estava, faria essas mudanças depois, por meio de vetos e de uma medida provisória. Os senadores aceitaram e aprovaram a reforma sem mudanças. O governo não vetou nenhum ponto, mas editou a MP. Uma medida provisória, porém, só tem validade de 60 dias, podendo ser prorrogada por mais 60. Para de fato virar lei, é preciso que, dentro desse período, ela seja votada pelo Congresso e sancionada pelo presidente.

Oposição diz que o governo mentiu Mas não houve interesse dos parlamentares governistas  em aprovar a MP, e a base aliada não se mobilizou para votá-la. A questão também esbarrou na oposição do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Responsável por pautar as votações, ele já se manifestou diversas vezes contra a MP. No início de abril, por exemplo, disse que “a gente estava andando para trás com a MP. Claro que, se fosse aprovada pela comissão, [o conjunto da Câmara] votaria no plenário. Mas, não sendo, voltamos ao texto anterior, que é o que defendemos”.  A oposição criticou o governo Temer, dizendo que ele mentiu. “Eu tinha certeza que isso ia acontecer”, afirmou o senador Paulo Paim (PT-RS) ao “Congresso em Foco”. “O governo faltou com a verdade. Ludibriou, enganou a sua própria base quando disse que ia vetar alguns artigos, ou até mesmo alterar [a reforma trabalhista] via medida provisória. Eu não poderia esperar outra coisa de um governo como esse, que não tem compromisso nenhum com o povo brasileiro”, disse. Veja abaixo os principais pontos que a MP tinha ajustado e saiba como eles ficam agora.

Trabalho intermitente (sem horário fixo)

O que diz a reforma trabalhista: a reforma criou uma nova forma de contratação, chamada de trabalho intermitente, em que os funcionários não têm garantido tempo de trabalho mínimo e ganham de acordo com as horas ou dias de serviço. O funcionário pode ser chamado para trabalhar ou não. Por outro lado, pode trabalhar para mais de uma empresa. O que dizia a medida provisória: pela MP, uma empresa não podia demitir um trabalhador com contrato normal e recontratá-lo imediatamente como intermitente. Para fazer isso, teria que esperar pelo menos 18 meses.  Como ficará: como não haverá mais restrições, a empresa poderá demitir os funcionários e, em seguida, recontratá-los como intermitentes. 

Grávida em lugar que faz mal à saúde

O que diz a reforma trabalhista: mulheres grávidas podem trabalhar em locais insalubres de grau mínimo ou médio, a não ser que apresentem um atestado médico recomendando que sejam afastadas do emprego. O mesmo vale para as mulheres que estão amamentando –nesses casos, elas também podem trabalhar em locais de insalubridade máxima. O que dizia a medida provisória: as grávidas não podiam trabalhar em locais de insalubridade mínima ou média, a menos que apresentassem um atestado médico liberando isso. O atestado devia ser de um médico de confiança da funcionária, e ela devia apresentá-lo se quiser. A empresa não podia forçar que ela trabalhasse em local insalubre.

4/7 Como ficará: Grávidas poderão trabalhar em locais de insalubridade média ou mínima. Para serem afastadas desses locais, precisarão de um atestado médico. No caso da insalubridade de grau máximo, o trabalho das gestantes é vetado. Mulheres que estão amamentando poderão trabalhar em locais de insalubridade máxima, média ou mínima, exceto se apresentarem veto em atestado médico. 

:: LEIA MAIS »

Itororó: Vereador Léo Gás faz duras críticas ao Governo de Adauto

.

.

Utilizando a tribuna da Câmara de Vereadores de Itororó na noite desta terça-feira, 17, o vereador Léo Gás, líder de votos nas últimas eleições fez duras críticas ao governo Adauto Almeida deixando claro que está insatisfeito com a postura do prefeito diante da população e demonstrando mais uma vez que não está confortável na condição de situação a atual gestão municipal.

Segundo Léo, o Terminal Rodoviário continua abandonado mesmo tendo sido feita uma parceria com o Governo do estado para que o local fosse totalmente reformado. Léo criticou a situação do matadouro que continua sem solução alegando que o Governo de Adauto é lento para resolver os problemas que a população tem enfrentado.

Novamente inflamado Léo afirmou que a população continua aguardando um governo mais participativo nas questões sociais do município e finalizou seu discurso dando adjetivos nada agradáveis ao prefeito, chamando Adauto de pão duro e pedindo ao alcaide que tire o “escorpião do bolso”.

Informações do Blog Itororó Já

Quatro deputados federais da Bahia estão entre os piores do Brasil

.

.

Quatro deputados federais da Bahia figuram entre os 30 piores do Brasil, de acordo com nova atualização do Ranking dos Políticos, ferramenta que analisa e classifica a atuação e histórico de processos dos 513 parlamentares. Último no ranking do estado, Luiz Caetano (PT) ocupa na 505ª posição nacional. Em levantamentos anteriores da plataforma, o petista já tinham o pior resultado entre os baianos. Depois dele vem Afonso Florence (PT), que está no 490º lugar. Waldenor Pereira (PT), na 489ª colocação, e Daniel Almeida (PCdoB), na 487ª, completam a lista. No Ranking dos 30 piores, a Bahia só perde para São Paulo em número de deputados – são cinco paulistas. 

Critérios
Para elaborar o ranking, os idealizadores levam em conta seis critérios: assiduidade nas sessões,  gastos com cota parlamentar, quantidade de processos judiciais a que responde, atividade legislativa, formação universitária e filiação partidária – quanto mais filiações, menos ponto terá o deputado. 

Na outra ponta
 O deputado federal João Gualberto (PSDB) é o melhor baiano no Ranking dos Políticos e ocupa a 29ª posição nacional. José Rocha (PR) é o segundo do estado e está no 75º lugar nacional. Jutahy Junior (PSDB), Paulo Azi (DEM) e Benito Gama (PTB) integram a lista dos cinco melhores da Bahia, de acordo com a ferramenta. Gualberto, que é pré-candidato ao governo do estado, e Rocha já figuravam na liderança entre os baianos no ano passado. 

Senadores
Entre os três senadores da Bahia, Otto Alencar (PSD) é o melhor posicionado no ranking. O presidente do PSD baiano aparece no 21ª lugar entre os 83 integrantes da Casa Alta. Roberto Muniz (PP) vem em seguida, na 50ª posição geral, enquanto Lídice da Mata (PSB) está em terceiro na Bahia e em 74º no nacional. 

Os melhores
No ranking geral, dois gaúchos aparecem na liderança entre deputados e senadores. Na Câmara, o melhor ranqueado é Luiz Carlos Heinze (PP), enquanto no Senado a líder é Ana Amélia (PP). 

A volta…
Lideranças da base governista garantem que o ‘clima azedou’ para os integrantes do PR. Os republicanos chegaram a cogitar migrar para a oposição e marcar presença na chapa majoritária, mas acabaram ficando com o governador Rui Costa. A avaliação é que eles perderam prestígio com o petista e seus aliados mais próximos. “Eles tensionaram, mas não conseguiram nada. Perderam mais do que ganharam”, diz um deles. 

Na briga
Mesmo com o favoritismo do PRB na disputa pela vaga ao Senado na chapa de  oposição, o PSC continua brigando pelo espaço. O presidente estadual do partido, Eliel Santana, já levou o pleito ao pré-candidato ao governo João Gualberto (PSDB) e pretende dialogar também com José Ronaldo (DEM), outro postulante da oposição. O Correio.

Pelo menos 80 deputados trocam de legenda durante a janela partidária. MDB lidera perdas

.

.

“G1”

Levantamento mostra que, pelo menos, 80 deputados federais aproveitaram o período conhecido como janela partidária para mudar de partido (veja a lista ao final da reportagem).

O levantamento não leva em consideração detentores de mandato que estão fora do exercício parlamentar, ou seja, não estão na entre os 513 parlamentares que, atualmente, compõem a Câmara.

A janela partidária é um período de 30 dias, previsto em lei, em que deputados federais e estaduais podem mudar de partido sem a possibilidade de perder o mandato por infidelidade partidária.

O prazo terminou na última sexta-feira (6), mas os partidos têm até a sexta (13) desta semana para comunicar os novos filiados à Justiça Eleitoral.

A lista com todos os filiados em cada partido deverá ser divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 18 deste mês. A filiação partidária é um dos requisitos para o registro de candidatura para a eleição.

Enquanto isso, a Câmara dos Deputados mantém um balanço parcial das mudanças informadas diretamente à casa legislativa.

Ao trocar de sigla, os parlamentares e partidos miram as eleições de 2018. Mas, além das questões eleitorais, as mudanças alteram o tamanho das bancadas com representação na Câmara, provocando efeitos já nos trabalhos da Casa.

Nas discussões e votações, o tamanho da bancada é o critério, por exemplo, para o tempo de discurso dos líderes, para a apresentação de destaques e de requerimentos de urgência.

Nas comissões, o tamanho das bancadas é critério para a composição dos colegiados. Por isso, a expectativa é de que, depois de terminada a janela, seja aprovada uma resolução reorganizando o espaço dos partidos nas comissões de acordo com o número de deputados que cada um tem na Casa.

Entre outros motivos para as mudanças partidárias, estão recursos para campanhas eleitorais e afinidade programática.

Além disso, as disputas locais mobilizaram os deputados, que, em alguns casos, trataram a questão de forma pragmática e negociaram a sua ida de acordo com as alianças no estados.

Perdas e ganhos

Segundo o levantamento, o MDB foi o partido que mais perdeu deputados durante o período. Foram, pelo menos, 16 perdas no partido do presidente da República Michel Temer.

O PSB, que recentemente contou com a filiação do ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, soma, ao menos, 10 perdas.

O Solidariedade, com pelo menos 6 perdas, completa o ranking dos que mais tiveram debandada de parlamentares.

Por outro lado, o DEM, partido a que é filiado o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, foi reforçado por 14 deputados. PSL (8), partido para o qual migrou o pré-candidato ao Planalto Jair Bolsonaro (RJ), e PR (7) ocupam, respectivamente, a segunda e a terceira posição na lista dos que mais ganharam.

:: LEIA MAIS »

Bahia: ACM Neto decide ser candidato a governador e João Gualberto pode ser o vice

.

.

Na tarde desta quinta-feira o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), se reuniu com aliados e presidentes de partidos. Na oportunidade ele anunciou que será candidato ao governo do estado e nesta sexta-feira deverá renunciar do mandato.

O presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM), desembarcou em Salvador e se reuniu com Neto. Depois os dois foram para a solenidade de filiação ao DEM do deputado federal Artur Maia.

Com a decisão de ACM Neto os deputados da oposição ficaram mais tranquilos, já que a tensão estava prevalecendo no grupo.

O próximo passo de ACM Neto é garantir o apoio do PR, com isso ele colocaria no partido vários deputados que saíram do MDB. O blog apurou que o deputado federal João Gualberto, poderia trocar o PSDB pelo PR para ser o vice na chapa.

Com isso João Gualberto passaria sua base política para o deputado federal José Carlos Araujo (PR), garantindo assim a sua reeleição. Politicos dos Sul da Bahia.

Itororó: Adauto bate o martelo e a cidade terá 4 dias de festa no São João

.

.

Após intenso debate entre a prefeitura e Diego Portela, empresário e produtor de eventos do município, ficou definido que Itororó – Terra da Carne de Sol voltará a ter 4 dias de festa no período junino em 2018.

A conversa foi confirmada pela Ascom da prefeitura que completou afirmando que a população nunca aceitou que Itororó tivesse apenas 3 dias de festa e que foi após ouvir ao apelo do público, dos comerciantes e barraqueiros que tomaram a decisão. Desde 2016 o evento foi reduzido para apenas 3 dias de festa.

Foi informado também que em 2018 o projeto “100% Forró” permanece e que esse ano o evento terá nomes tradicionais e conhecidos do grande público. A grade completa de atrações do São João e das festas de Itati e Rio do Meio será divulgada em breve.

Informações do Blog Itororó Já

.

.

Itororó: Kaio Oliveira e Cacau com Leite são atrações confirmadas da Festa das Mães em Rio do Meio

.

.

A prefeitura municipal começa a divulgar a grade de atrações da Festa das Mães que ocorre todos os anos no distrito de Rio do Meio. Este ano entre as atrações estão o cantor Kaio Oliveira e a banda Cacau com Leite. Nas próximas semanas outras bandas serão divulgadas. A festa será nos dias 12 e 13 de maio.

Com o orçamento bastante reduzido, no ano de 2017 o governo de Adauto realizou um evento considerado abaixo das expectativas tendo em vista os anos anteriores. Este ano o esperado é que o evento tenha um investimento maior e agrade ao público principalmente do distrito que aguarda anualmente pela festa.

Informações do Blog Itororó Já

.

.

Itororó: Maquinário do galpão de Itati começará a ser retirado. Radialista Rubinho Cordeiro comemora

.

.

O radialista Rubinho Cordeiro comemorou a chegada nesta terça-feira, 27, do caminhão que fará a desocupação do maquinário que está na antiga fábrica da Azaleia do distrito de Itati. Esse maquinário foi deixado no local pelo senhor Luís, que tinha a intenção de montar uma fábrica no distrito.

Com a não montagem dessa fábrica, o galpão ficou impossibilitado de receber qualquer outro tipo de investimento no local. Foi então que o radialista Rubinho Cordeiro iniciou através do seu programa de rádio Itapuy Notícias uma grande mobilização junto aos órgãos responsáveis tanto do município quanto do estado. Na manhã desta terça o caminhão que fará a retirada do maquinário chegou ao distrito com a promessa de que até a próxima quinta-feira, 29, o restante do material seja todo removido.

.

.

Rubinho contou com o apoio do deputado Davdson Magalhães, que no mês de fevereiro se pronunciou sobre o galpão e afirmou que daria total apoio para que o problema fosse sanado. Rubinho vislumbra o apoio total de Davdson para as próximas eleições em 2020, quando pretende ser candidato a prefeito no município. A população do distrito vibrou com a notícia e com a expectativa de que muito em breve alguma fábrica de calçados inicie instalação no antigo galpão.

A prefeitura municipal de Itororó está dando apoio à retirada do material do galpão, cedendo maquinário e pessoal para atuarem no distrito. 

Informações do Blog Itororó Ja

.

.

Itororó: Prefeito Adauto recua e desiste de recorrer da Decisão Judicial que tornou legal concurso de 2012

.

.

O prefeito de Itororó Dr. Adauto Almeida emitiu nota oficial onde recuou e decidiu por não dar prosseguimento ao processo ao qual a legalidade do concurso público realizado no município no ano de 2012 é questionada.

No último dia 15 de março o Blog Itororó Já divulgou com exclusividade documentos que comprovavam que o prefeito havia emitido parecer ao Tribunal de Justiça do Estado da Bahia em segunda instância pedindo continuidade do processo da anulação do concurso do ano de 2012 que ocorreu no município alegando que os novos concursados incham a folha de pagamento da entidade e que o certame foi realizado durante período eleitoral.

A denúncia foi feita pela servidora pública municipal Semírames Silveira e reforçada pelo sindicalista Sílvio Kleber através do Programa de Rubinho Cordeiro na rádio Itapuy FM na tarde desta quinta-feira, 15 e causou indignação na população e nos novos concursados. O SINSERVITO se manteve atento todo o tempo em favor dos trabalhadores e buscou dentro da Lei impedir que o judiciário da prefeitura tivesse êxito.

A decisão em primeira instância emitida pelo Juiz da Comarca de Itororó, Dr. Rojas Sanches Junqueira sobre a legalidade do concurso foi favorável aos servidores em 2017, mas, segundo petição feita pelos advogados do prefeito Adauto o concurso é ilegal.

Na nota o prefeito afirma:

“Prezados Advogados,

Conforme compromissos que publicamente assumi com o SINSERVITO e com a comunidade de Itororó, determino que acaso seja julgado, pelo Juiz de Itororó, válido o concurso realizado em 2012, não devemos recorrer desta decisão. Iremos considerar o concurso váLido, encerrando de uma vez por todas qualquer “discursão” a respeito da validade deste concurso, assegurando a estes servidores, em definitivo, o ingresso no serviço público municipal, por ser de Direito.

Atenciosamente,

ADAUTO OLIVEIRA DE ALMEIDA – Prefeito”

Informações do Blog Itororó Já

Sessão do STF é suspensa após ataques entre ministros Barroso e Gilmar Mendes

.

.

A sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) desta quarta-feira (21) foi suspensa duas horas depois de iniciada devido a uma troca de acusações entre os ministros Luiz Roberto Barroso e Gilmar Mendes.

Barroso reagiu a uma fala de Gilmar Mendes, que criticava decisões do STF, sobretudo a que proibiu as empresas de doarem para campanhas eleitorais – a Corte discutia na sessão a proibição de doações ocultas.

Em determinado momento, Gilmar Mendes fez referência a decisão de 2016, na qual a Primeira Turma revogou a prisão preventiva de cinco médicos e funcionários de uma clínica de aborto. O voto que conduziu a decisão foi de Barroso.

“Claro que continua a haver graves problemas. […] É preciso que a gente denuncie isso! Que a gente anteveja esse tipo de manobra. Porque não se pode fazer isso com o Supremo Tribunal Federal. ‘Ah, agora, eu vou dar uma de esperto e vou conseguir a decisão do aborto, de preferência na turma com três ministros. E aí a gente faz um 2 a 1”, disse.

Depois disso, Barroso se insurgiu contra o pronunciamento do colega.

“Me deixa de fora desse seu mau sentimento, você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia. Isso não tem nada a ver com o que está sendo julgado. É um absurdo vossa excelência vir aqui fazer um comício cheio de ofensas, grosserias. Vossa excelência não consegue articular um argumento, fica procurando, já ofendeu a presidente, já ofendeu o ministro Fux, agora chegou a mim. A vida para vossa excelência é ofender as pessoas, não tem nenhuma ideia, nenhuma, nenhuma, só ofende as pessoas”, declarou Barroso durante a sessão, transmitida ao vivo pela TV Justiça.

Após a fala de Barroso, a presidente do STF, Cármen Lúcia, anunciou que suspenderia a sessão, mas Gilmar Mendes rebateu o colega.

“Presidente, eu estou com a palavra e continuo, presidente. Continuo com a palavra, presidente, eu continuo com a palavra. Presidente, eu vou recomendar ao ministro Barroso que feche seu escritório, feche seu escritório de advocacia”, disse Gilmar Mendes.

Em seguida, a sessão foi suspensa por Cármen Lúcia, e os ministros deixaram o plenário.

Após a sessão, o ministro Luís Roberto Barroso enviou uma carta à presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, afirmando que se desligou de seu escritório de advocacia em 2013, antes de sua posse no Supremo.

Segundo ele, houve “informação falsa feita hoje em plenário”. “Jamais atuei em processo por ele [escritório] patrocinado ou por qualquer de seus sócios”, disse o ministro. G1.

Confira o vídeo completo:

vida plena

ped miau au au

loterias

a fazendinha

emerson gas

granja bella vista

sam fitness

educandario ferraz

super pop modas

charmes esportes

tropical modas

supermercado carisma

danny disk gelada

jamille lanches

leophoto


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia