Um carro de uma empresa especializada em solda industrial que levava um equipamento com produto radioativo foi roubado, na noite deste sábado (28), na Via Dutra, no Rio de Janeiro. O veículo foi levado por volta das 23h20 por quatro bandidos armados que fugiram em direção à Avenida Brasil. O automóvel estava carregado com um irradiador com Selênio 75, usado para fazer raio-x de soldas. Segundo o professor de engenharia nuclear da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Aquilino Senra, a cápsula fechada não oferece riscos, mas se ela for rompida, o contato com a radiação, dependendo do nível e do tempo de exposição, pode causa desde enjoos até a morte. “O Selênio 75 é usado em equipamentos de gamagrafia industrial, que fazem uma espécie de raio-x para verificar se uma solda foi bem feita. Ele emite radiação gama que penetra bastante na estrutura metálica e tem uma resolução muito boa. O problema é que esta radiação gama tem grande capacidade de penetração na pele, podendo causar danos às células e levar à morte. Este roubo tem que ser tratado com seriedade, para não corrermos o risco de se repetir o acontecido em Goiânia” disse o esepcialista. De acordo o representante administrativo da companhia, Silas Vieira, o carro está identificado com adesivos da empresa e com uma placa informando que há produto radioativo no veículo. “As pessoas que roubaram o carro nem sabem o que contêm ali dentro. O material fica em um compartimento blindado e acredito que mesmo que tentem abrir, não conseguirão porque possui um mecanismo complicado. Mas, se por um motivo a caixa for aberta, a população pode ser muito prejudicada”, explicou.