As maiores fatias dos R$ 138,8 milhões do fundo eleitoral do PSD no pleito municipal de 2020 serão destinados para os diretórios estaduais da Bahia, com R$ 11,9 milhões; de Minas Gerais, com R$ 10,9 milhões; do Paraná, com R$ 9,9 milhões, e o de São Paulo, com R$ 7,8 milhões. A candidatura à reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, é o maior beneficiário “individual” da cota do partido. Na Bahia, a sigla tem o maior número de prefeituras do estado. 

A verba também deve atender a pré-candidatura de Eleusa Coronel, esposa do senador Angelo Coronel (PSD), à prefeitura de Salvador. 

De acordo com o BRPolítico, os dados constam no documento com os critérios de distribuição do Fundo Eleitoral de Financiamento de Campanha (FEFC) entregue ao Tribunal Superior Eleitoral.