WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
farma e farma - bahia gasjunior moveis e eletros clinica bem estar


fevereiro 2021
S T Q Q S S D
« jan    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
floema

pizzaria garoto senna

pro corpo academia

andressa fashion hair

mercadinho delta

drogaria saude farma

genilson reis fotografia

alianca variedades

casa de carnes alianca

softsky informatica

tecnet

guri polpas

hn informatica
Sorry, there are no polls available at the moment.


:: 16/fev/2021 . 18:51

Governo anuncia toque de recolher em toda a Bahia a partir desta sexta (19)

rui

O governador Rui Costa anunciou nesta terça-feira (16) uma medida mais drástica para conter o avanço da pandemia do coronavírus na Bahia. Para isso, ele decretou toque de recolher em todo o estado, das 22h às 5h, por sete dias, com possibilidade de prorrogação. 

A medida começa a valer nesta sexta-feira (19) e inclui todos os municípios baianos, com exceção da regiões Oeste, Irecê, Jacobina e Alagoinhas, onde as taxas não estão elevadas. A decisão foi tomada após reunião do governador com prefeitos no final desta tarde, onde ficou definido o toque de recolher.

“O objetivo é evitar a convivência em bares, bebidas, carros de som, enfim, aquelas aglomerações na madrugada, porque em geral estão associadas a bebidas alcoólicas e, portanto, ao descuido nas relações de convivência. Com isso, esperamos preservar vidas humanas e garantir leitos hospitalares para quem precisar. Faço um apelo para que todos os prefeitos nos ajudem nessa mobilização”, disse o governador.

Rui pede a prefeitos que fechem atividades não essenciais e ameaça toque de recolher

.,

.,

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou nesta terça-feira (16) que vai voltar a determinar o fechamento de atividades não essenciais para reduzir a contaminação pelo coronavírus no estado. Diante do aumento de casos e óbitos provocados pela pandemia, ele pediu aos prefeitos que proíbam “atividades que gerem aglomerações” e ameaçou decretar toque de recolher nos municípios que se negarem a atender a solicitação.

“Estou falando de atividades que geram aglomerações em lugares confinados, como cinemas, teatros, bares e restaurantes que tenham ambientes confinados”, disse o governador em entrevista ao Bahia Meio Dia, da TV Bahia.

Rui ainda declarou que, diante da possibilidade de colapso no sistema de saúde, manter o funcionamento de atividades econômicas do tipo não é essencial.

“Nós temos que fazer escolhas. Ou nós fechamos fábricas, comércios ou fechamos bares, restaurantes com ambientes confinados. Nós temos que escolher juntos. O que é melhor: chegar no colapso e fechar tudo ou escolher as atividades não essenciais? Eu entendo que, num momento em que está se morrendo tanta gente, não tem leito para todo mundo, ter um bar funcionando não é essencial. O que não é essencial acho que está no momento de fechar novamente para evitar o pior, evitar cenas de pessoas morrendo sem assistência médica”, declarou, acrescentando que o governo avalia a adoção de um “toque de recolher, dessa vez geral no estado ou nas regiões com alta taxa de contágio”.

Ao longo da primeira onda da pandemia na Bahia, diversas cidades passaram por toque de recolher, com a suspensão de todas as atividades não essenciais entre às 18h e às 5h. Agora que os números de novos casos de Covid-19 e a taxa de ocupação dos leitos voltaram a crescer, a medida é, de novo, vista como uma forma de combate à transmissão do vírus. De acordo com Rui, o assunto será discutido em reunião com a União dos Municípios da Bahia (UPB), nesta terça. (Atualizada às 13h04)

Camaçari: Demitidos da Ford fazem ato e pedem agilidade em negociação

.

.

Trabalhadores demitidos da Ford fazem um ato na manhã desta terça-feira (16) em frente à montadora em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Puxada pelo sindicato dos metalúrgicos, a ação tem como objetivo chamar a atenção para a negociação entre trabalhadores e empresa. Segundo o presidente da representação da categoria, Júlio Bonfim, é preciso mais velocidade nas negociações entre empresa e trabalhadores.

“As negociações estão devagar, tem vários empecilhos”, diz ao Bahia Notícias. Bonfim declarou ainda que as rodadas de negociação vão continuar nas segundas, quartas e sextas. Na quinta-feira (18), uma nova audiência no Tribunal de Justiça do Trabalho da 5ª Região (TRT-5) vai tentar fazer com que as partes envolvidas cheguem a um acordo.

Ainda de acordo como presidente do sindicato, a categoria precisa ter as indenizações estabelecidas. O sindicalista diz também que a empresa precisa reparar danos causados ao município e estado, após a decisão de finalizar os trabalhos no país (lembre aqui).

Calcula-se que o encerramento das atividades da Ford tenha impactado mais de 70 mil pessoas entre aquelas que trabalhavam diretamente na montadora e as outras espalhadas em atividades indiretas. Os demitidos da companhia são em torno de 6,5 mil.

Covid-19 pode causar inflamação sistema reprodutor masculino, identifica estudo da USP

.

.

Além dos pulmões e sequelas neurológicas, o coronavírus pode atingir e causar problemas no sistema reprodutor masculino. A conclusão é de uma pesquisa foi desenvolvida na Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e os resultados mostraram que, de 26 pacientes com casos leves e moderados da doença, que não se queixavam de dores escrotais, 42,3% apresentaram epididimite. O quadro clínico é uma inflamação que acomete o epidídimo, um canal localizado na parte de trás dos testículos.

Os dados levantados na pesquisa foram publicados em um artigo na revista científica Andrologia e em reportagem do Jornal da USP.

A matéria explica que o epidídimo é um órgão com seis metros de comprimento, por onde os espermatozoides passam para adquirir uma série de funções bioquímicas com o objetivo de fertilizar o óvulo.

Os pesquisadores iniciaram o estudo sobre a possibilidade de sequelas relacionadas à saúde reprodutiva masculina porque na primeira epidemia de SARS que aconteceu na Ásia, em 2002, estudos com autópsias mostraram que pacientes mais graves tinham orquite, uma inflamação dos testículos, lembra a reportagem do Jornal da USP.

“O vírus da SARS estava relacionado a esse acometimento testicular porque ele se ligava a uma proteína chamada ACE2 e a outra chamada TMPRSS2 para entrar na célula”, explica o urologista Thiago Teixeira, que participou do estudo.

Quando foi percebido que o SARS-CoV-2, vírus da Covid-19, também utiliza o mesmo mecanismo do vírus da SARS para invadir as células e que os testículos são ricos em ACE2, os cientistas perceberam que o órgão é um possível alvo para infecção.

A análise também concluiu que em meio a pandemia, pacientes foram identificados com alterações no sêmen e nos parâmetros seminais.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia