WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenacentral das bebidasjunior moveis e eletros clinica bem estar


Sorry, there are no polls available at the moment.
janeiro 2020
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
acai pop

floema

educandario ferraz

pizzaria garoto senna

pro corpo academia

andressa fashion hair

mercadinho delta

drogaria saude farma

leo gas

genilson reis fotografia

alianca variedades

casa de carnes alianca

softsky informatica

tecnet

guri polpas

hn informatica


:: 8/jan/2020 . 10:07

A Unicesumar continua com preços de 2019. Primeira mensalidade por R$ 156. Aproveite!

uni

Itamaraty orienta diplomatas brasileiros a não prestar condolências a general iraniano

.

.

O Itamaraty instruiu oficialmente diplomatas brasileiros a não comparecerem a nenhuma cerimônia em homenagem ao general iraniano Qassim Suleimani, morto pelas forças americanas no Iraque.

Em circular telegráfica obtida pela reportagem, o ministério diz: “Rogo a vossa excelência não comparecer a nenhuma cerimônia em memória do general Qassim Suleimani, ex-comandante da Força Quds iraniana, e de Abu Mahdi al-Muhandas, ex-chefe da milícia Hizbullah, nem assinar livro de condolências em suas homenagens”.

Suleimani era considerado a segunda autoridade mais importante do Irã e comandava a Guarda Revolucionária, responsável pelo serviço de inteligência e por conduzir operações militares secretas no exterior.

O iraquiano al-Muhandas era comandante de um grupo de milícias xiitas que atuavam no Iraque, com apoio de Teerã. Ele estava junto com Suleimani quando o comboio em que viajavam foi atingido por um ataque com um drone americano, próximo ao aeroporto de Bagdá.

Procurada, a embaixada do Irã no Brasil informou que, até o momento, nenhum representante do Itamaraty prestou condolências ou assinou o livro na representação do país em Brasília. A representação iraniana enviou o convite para isso aos diplomatas brasileiros por meio de uma comunicação oficial. 

Até a publicação desta reportagem, o Itamaraty não havia retornado aos pedidos de informação feitos pela reportagem. 

O alinhamento do Brasil com os EUA já vinha provocando tensões diplomáticas. O governo iraniano convocou a encarregada de negócios da embaixada do Brasil no país, Maria Cristina Lopes, para reclamar da nota oficial divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores sobre o ataque que matou o general Suleimani.

Na nota, publicada na sexta (3), o Brasil manifestou “apoio à luta contra o flagelo do terrorismo”. Lopes foi chamada por ocupar temporariamente o lugar do embaixador, Rodrigo Santos, que está em férias. Segundo o Itamaraty, a conversa foi cordial. Na prática diplomática, uma convocação desse tipo equivale a um ato de reprimenda. 

Questionado por jornalistas nesta terça (7) se o Brasil poderia adotar postura semelhante e convocar os diplomatas que estão no Irã, o presidente Jair Bolsonaro não respondeu. Ele disse que terá uma conversa  sobre o tema com o ministro Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Avião ucraniano cai no Irã e deixa ao menos 170 mortos

.

.

Um Boeing 737 da companhia Ukraine International Airlines caiu devido a problemas técnicos após decolar do aeroporto internacional Imam Khomeini, em Teerã, na madrugada desta quarta-feira (8). Pouco depois, a TV estatal iraniana veiculou que todos os passageiros a bordo da aeronave foram mortos.

Segundo informações iniciais, o avião levava 180 pessoas, entre passageiros e tripulantes. Logo depois, o porta-voz da Organização de Aviação Civil do Irã, Reza Jafarzadeh, atualizou esse número para 176 vítimas, entre 167 passageiros e 9 tripulantes.

Equipes de resgate foram enviadas para uma área próxima ao aeroporto, adicionou Jafarzadeh à emissora. Não há confirmação sobre identidade das possíveis vítimas até o momento.

“O avião está pegando fogo, mas nós enviamos equipes… e podemos salvar alguns passageiros”, disse a princípio o chefe dos serviços de emergência do Irã, Pirhossein Koulivand.

Mais tarde, acrescentou: “O fogo é tão forte que não podemos fazer nenhum resgate… Temos 22 ambulâncias, quatro ônibus-ambulâncias e um helicóptero no local”.

O serviço de rastreamento aéreo FlightRadar24, apontou que o avião que caiu operava o voo PS 752.

Consultada, a Boeing disse que a empresa está ciente dos relatos da mídia sobre um acidente de avião no Irã e coleta mais informações.

shekinah pousada restaurante

unicesumar

ccaa

carne de sol gomes

paulinho construcao

sam fitness

charmes esportes

tropical modas

supermercados compre aqui

jamille lanches

associacao seguranca guardioes

leophoto


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia