WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
vida plenaauto escola sao pedrojunior moveis e eletros clinica bem estar


ITORORÓ: ELEITOR - QUAL SERIA O MELHOR HORÁRIO PARA A SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES?

View Results

Carregando ... Carregando ...
abril 2018
S T Q Q S S D
« mar   maio »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  
casa de carnes novilho de ouro

cesta morais

acougue carlos matos

adega 33

pizzaria garoto senna

leo gas

acougue gomes

farmacia dias

lava rapido pit stop

tecnet

guri polpas

academia pro corpo

alianca cosmeticos variedades

hn informatica


:: 4/abr/2018 . 12:35

Conquista: Polícia apreende mais de R$460 mil em cheques e dinheiro na residência de chefe do cartório; local funcionava como ‘cartório paralelo’, diz polícia

.

.

A Polícia Federal (PF) apreendeu mais de R$ 460 mil na casa do chefe do Cartório do 1º Ofício de Registro de Imóveis e Hipotecas da cidade de Vitória da Conquista, Antônio Carlos de Jesus Bramont, que foi preso na operação Factum da Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (3). Um “cartório paralelo” foi localizado pelos policiais no imóvel.

Foram encontrados na casa R$ 71.780 em espécie, R$ 390 mil em cheques (datados de 2015), U$ 2.707 e 10 francos suíços. Antônio Carlos foi preso na casa dele, em Vitória da Conquista, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva depois de aparecer em um vídeo, divulgado pela PF, recebendo uma “taxa de agilização” para realização de serviços de possíveis despachantes e de corretores de imóveis.

“Ele mantinha um cartório paralelo dentro da casa dele, porque ele fazia boa parte do trabalho do cartório dentro de casa. Ele fazia parte do expediente do cartório na sua casa com suas filhas. Tinha uma impressora já com papel timbrado do cartório na casa dele, o que não é permitido pelo Tribunal de Justiça da Bahia”, explicou, em coletiva de imprensa, o delegado Jorge Vinícius Gobira. Também foi cumprido um mandado de busca na casa do chefe do cartório em Salvador.

Uma das filhas de Antônio Carlos, que é considerada pela polícia um “braço direito” do pai no esquema, também foi detida. Também foram presas outras duas mulheres.

Os nomes dos presos foram divulgados pelo Ministério Público Federal (MPF-BA), que atuou em conjunto com a PF na operação.

De acordo com a Polícia Federal, o cartório deixava de responder notificações judiciais e era desorganizado propositalmente, para dificultar o andamento de serviços e assim agilizar os processos para quem pagasse a taxa.

“O cartório era desorganizado propositalmente, para que se criasse dificuldades para vender facilidades. Então, o titular cobrava uma espécie de taxa de agilização para despachantes, corretores, instituições financeiras e empresas do ramo imobiliário, para que os contratos fossem liberados mais rapidamente”, diz o delegado da PF.

Segundo a PF, dentro do cartório, ele ainda mantinha uma sala com uma película escura na janela, a fim de ocultar a prática de corrupção no local. Os valores das propinas ainda são investigados.

Todos os presos estão impedidos de exercer função pública. A polícia ainda investiga o envolvimento no esquema de construtoras que atuam na região, que não tiveram nomes divulgados. Os presos foram levados para delegacia da PF e devem ser encaminhados para presídios. G1 Bahia.

Através do Sindicato, produtores de leite de Itororó são capacitados no Programa Pro-Senar

Produtores que estão participando dos cursos do Pro-Senar

Produtores que estão participando dos cursos do Pro-Senar

Uma parceria entre o SENAR Bahia e o Sindicato dos Produtores Rurais de Itororó está possibilitando a capacitação de produtores rurais do município e de toda a região, através do programa Pro-Senar Leite. Por meio da Formação Profissional Rural, são apresentados aos produtores técnicas como o preparo adequado do solo; produção de alimentos para manejo nutricional dos rebanhos; controle sanitário e reprodutivo e a implantação de novas tecnologias nas propriedades.

.

.

O Programa tem duração de 2 anos, conta com uma equipe técnica de agrônomos, veterinários e zootecnistas; e visa a melhoria da produtividade e da rentabilidade dos produtos, para fortalecer a cadeia produtiva no estado, promovendo o desenvolvimento econômico e social das famílias do campo de Itororó.

 Dona Léa

Dona Léa

Exemplo claro dessa melhoria aplicada diretamente no campo é o caso da produtora rural de Itororó Léa Suely Borba Cerqueira Antunes que ao 61 anos decidiu recomeçar após se capacitar no Programa. Léa assumiu os trabalhos de produção da Fazenda Lagoa Branca na região da Vela Branca e viu seus rendimentos aumentarem gradativamente entre 2016 e 2017 logo após a produtora ter concluído o NCR e ter iniciado o curso de Pro-Senar Leite. Para se ter uma ideia, com a capacitação, a produtividade de leite da Fazenda Lagoa Branca quase triplicou. Antes tirava 70 litros de leite/dia, esse número agora subiu para 200 litros e está se atualizando positivamente todos os meses desde julho do ano passado. Na fazenda tinha 42 vacas, todas da mesma raça. Atualmente a produtora já tem mais de 80 cabeças, com raças de alto padrão genético e produtividade.

A produtora não tinha reserva de alimentação para o rebanho, e, depois da assistência técnica, também oferecida para os participantes do Programa, ela não fica mais sem alimento para seus animais em período de estiagem.

Fazenda de Dona Léa

Fazenda de Dona Léa

O caso da fazenda de Dona Léa se tornou destaque no cenário nacional pela coragem com que a produtora aceitou a parceria e não desanimou na hora de colocar tudo em prática.

O Sindicato dos Produtores Rurais de Itororó, através de seu presidente Júnior Pranchão, em parceria com o SENAR tem desenvolvido um trabalho de excelência na região, trazendo cursos de ampliação de conhecimento para os produtores rurais, fato que atinge em cheio a economia local diante de toda a crise no setor.

Informações do Blog Itororó Já

Itororó: Adauto bate o martelo e a cidade terá 4 dias de festa no São João

.

.

Após intenso debate entre a prefeitura e Diego Portela, empresário e produtor de eventos do município, ficou definido que Itororó – Terra da Carne de Sol voltará a ter 4 dias de festa no período junino em 2018.

A conversa foi confirmada pela Ascom da prefeitura que completou afirmando que a população nunca aceitou que Itororó tivesse apenas 3 dias de festa e que foi após ouvir ao apelo do público, dos comerciantes e barraqueiros que tomaram a decisão. Desde 2016 o evento foi reduzido para apenas 3 dias de festa.

Foi informado também que em 2018 o projeto “100% Forró” permanece e que esse ano o evento terá nomes tradicionais e conhecidos do grande público. A grade completa de atrações do São João e das festas de Itati e Rio do Meio será divulgada em breve.

Informações do Blog Itororó Já

.

.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia